"O que Lénin e Trotsky não atingiram com o fim de conduzir as forças que dormitam no bolchevismo para a vitória final, será obtido através da política mundial da Europa e América." - Rosenberg 1930

domingo, 12 de janeiro de 2014

israel envia refugiados africanos para a Suécia

















FONTE

8 comentários:

Afonso de Portugal disse...

Ora, aqui está um tópico que desarma totalmente os argumentos dos defensores de Israel. Eu próprio, neste momento, sou obrigado a fazer mea culpa e admitir sem reservas: estava completamente enganado, Israel jamais poderá ser aliada do Ocidente.

Esta notícia é uma prova concreta e irrefutável das verdadeiras (más) intenções dos israelitas para com os povos europeus.

Talvez não te tenhas apercebido Thor, mas este é um dos tópicos mais importantes que já postaste neste blogue. Porque, sem querer sobrestimar a minha importância, este é o post que me convenceu de uma vez por todas que Israel jamais será nossa aliada. O nível de hipocrisia dos israelitas é tão avassaladoramente retumbante que não deixa margem para quaisquer dúvidas. Exportar os seus próprios imigrantes para outros países, em vez de os devolver à proveniência, não tem qualificação possível. Esta gente é do mais nojenta e traiçoeira que há. Não merece sequer a nossa consideração, quanto mais ajuda ou aliança.

Aproveito para pedir desculpas por todas as vezes em que defendi este país asqueroso. Israel não é nossa aliada, agora vejo claramente!

Pedro Lopes disse...



Calhou ser a Suécia, podia ter sido Portugal.

Vamos ver se a escumalha marxista fica chocada com este procedimento "racista" e "fascista" do estado pária.

Bastam pedirem o que quiserem que todos obedecem.

Precisam de uns submarinos? Pedem á chanceler gorda que esta lhos dá de borla.

Thor disse...

bem, já aqui tinha ficado claro o que é que vale israel, para quem quis ver:

http://hyperborea-land.blogspot.pt/2013/04/dirigente-do-likud-quer-imigracao-arabe.html

http://hyperborea-land.blogspot.pt/2013/06/lei-anti-racista-grega-por-pressao-de.html

http://hyperborea-land.blogspot.pt/2012/10/crescimento-nacionalista-preocupa_31.html

http://hyperborea-land.blogspot.pt/2012/02/bondade-dos-nossos-aliados-israelitas.html


...e eu não sou daqueles que defende a destruição de israel, simplesmente mantenho uma atitude de desprezo.

Afonso de Portugal disse...

«(...)já aqui tinha ficado claro o que é que vale israel, para quem quis ver:»

A questão é que essas quatro hiperligações, embora indicativas, não eram ainda definitivas pelos motivos seguintes:

- No caso da primeira e da quarta, um dirigente do Likud e um professor universitário não falam em nome de todo um país, só falam em seu próprio nome.

- No caso da segunda e da terceira, uma vez que o AD e o Svoboda tinham um discurso fortemente antijudaico, a preocupação dos israelitas era compreensível (não estou a dizer que era legítima). Por exemplo, se aparecesse um movimento ou partido político nos EUA que quisesse expulsar todos os portugueses a viver naquele país, o nosso governo faria muito provavelmente a mesma coisa que fez o governo israelita.

A questão é que a situação descrita neste tópico é muito mais grave: foi o próprio governo israelita – e não um indivíduo isolado – que decidiu pegar nos imigrantes do seu país e despejá-los na Europa.

Trata-se portanto de uma política concreta do próprio estado hebraico, não de uma opinião pessoal deste ou daquele judeu.
E o caso também não tem qualquer justificação à luz de uma possível agressão dos europeus sobre Israel, porque a Europa tem sido, à parte dos EUA, o maior aliado do estado sionista. Porque haveria então Israel de enviar africanos para um país amigo?

A única conclusão lógica é que os israelitas querem mesmo acabar com a estrutura demográfica dos europeus. Não há outra hipótese. Não sei o que ganham com isso, parece-me um valente tiro nos pés, mas neste momento não tenho dúvidas que é isso o que realmente pretendem.

Thor disse...

o problema é que o Likud nem sequer é um partido qualquer, é o partido que talvez represente melhor israel por ser o partido nacionalista, e ainda por cima, o seu líder é o 1ºministro israelita, Netanyahu, para quem não sabe.
não é, portanto, um partido qualquer.

é o mesmo Netanyahu que em conjunto com Shimon Peres e com o Congresso Mundial judaico pressionaram o governo grego para criar uma lei antirracista na Grécia. não é por causa do anti-semitismo, mas do racialismo em geral.
aliás, a AD é sobretudo anti-semita por causa do parasitismo e da supremacia judaica, não contra os judeus como grupo étnico e sim contra o que eles fazem e representam.

já são muitos políticos, governantes, ministros, presidentes, congressos, comunidades e indívíduos isolados a fazer a mesma coisa, como tem sido relatado aqui à saciedade.
não há acasos.
pode haver coincidências e há. mas não há tantas coincidências destas "por acaso".

claro que é uma política concreta do estado hebraico e da judeia, sempre foi. até mesmo antes de israel existir.
o que ganham com isso, já foi explicado muitas vezes.

http://hyperborea-land.blogspot.pt/2013/07/o-plano-kalergi.html

Thor disse...

" Por exemplo, se aparecesse um movimento ou partido político nos EUA que quisesse expulsar todos os portugueses a viver naquele país, o nosso governo faria muito provavelmente a mesma coisa que fez o governo israelita."


faria? mas como?
o que não percebes é que não se ingere na política dos países alheios quem quer, e sim quem pode.
no caso da lei contra a AD, trata-se de uma ingerência descarada e ofensiva de um estado completamente forasteiro na política de um estado europeu.
dá para ter uma ideia do tamanho dos tentáculos do polvo...ou será que acreditas que isto só se passa/passará na grécia?
não acredito que aches isso.

uma coisa é o governo português protestar, ou negociar ou apelar, etc, com o governo americano.
outra coisa bem diferente era pressionar e ingerir-se na política americana, como se fosse o dono da América.

Thor disse...

sim, e o tal judeu Ekeroth dos Democratas Suecos acredito perfeitamente que seja um racista.
só que isso não faz dele um identitário ou racialista "sueco", mas apenas um racista judeu.
o mesmo que chegou a dizer que a identidade sueca é arracial e que qualquer um pode ser sueco (lógico, pois caso contrário ele próprio não se veria como um "sueco").

esse partido é claramente assimilacionista. lógico que os judeus não gostam dos pretos, em parte nenhuma do Mundo. usam-nos para degenerar a genética branca e só isso.

Pedro Lopes disse...


Pois.....

https://scontent-b-lga.xx.fbcdn.net/hphotos-prn1/1544977_746847345342964_924605941_n.jpg

Mais baixo é quase impossível.