"O que Lénin e Trotsky não atingiram com o fim de conduzir as forças que dormitam no bolchevismo para a vitória final, será obtido através da política mundial da Europa e América." - Rosenberg 1930

quarta-feira, 26 de junho de 2013

Goebbels sobre o socialismo

Nós somos socialistas porque nós vemos no socialismo, que é a união de todos os cidadãos, a única hipótese de manter a nossa herança racial e de reconquistar a nossa liberdade política, renovando o nosso Estado alemão…

O Socialismo é a doutrina de libertação da classe trabalhadora. Promove a ascensão da quarta classe e a sua incorporação no organismo político da nossa Pátria, e está inextricavelmente ligado ao rompimento da presente escravatura e recuperação da liberdade da Alemanha. o Socialismo, portanto, não é meramente uma questão da classe oprimida, mas uma questão de toda a gente, para libertar o povo Germânico da escravatura, que é o objectivo da política contemporânea. o Socialismo ganha a sua verdadeira forma apenas através de uma total luta fraternal com as energias avançadas de um recém-acordado nacionalismo. Sem o nacionalismo é nada, é um fantasma, uma mera teoria, um castelo nas nuvens, um livro. Com ele, é tudo, o futuro, a liberdade, a pátria!

O pecado do pensamento liberal é ignorar a força de construção nacional socialista, assim permitindo que as suas forças se dispersem em objectivos que não são do interesse da nação. O pecado do Marxismo é ter degradado o socialismo numa mera questão de salários e de comida, colocando isto em conflito com o Estado e a existência nacional. Entender tais factos leva-nos a uma nova forma de socialismo, que vê a sua natureza como nacionalista, fortalecedora do Estado, libertadora e construtiva…

(....)

Nós somos socialistas porque consideramos que a questão social é uma matéria de necessidade e justiça para o bem da existência do estado do nosso povo, não uma questão de lamentação barata e sentimentalismos. O trabalhador tem as suas demandas de um padrão de vida condizentes com o que ele produz. Nós não temos a intenção de implorar por este direito. Incorporá-lo ao organismo estatal não é algo de importância fundamental para ele, mas para toda a nação. A questão é muito maior do que o debate pela jornada de trabalho de oito horas. Mas sim a formação de uma nova consciência de estado que inclui cada cidadão produtivo. Já que os poderes políticos de hoje não estão dispostos ou não podem criar tal situação, o socialismo deve combater por isto. É um slogan de luta tanto interno quanto externo. Ele será direccionado contra os partidos burgueses e o Marxismo ao mesmo tempo, já que ambos são inimigos mortais do vindouro estado dos trabalhadores. Ele é direccionado também a todos os poderes estrangeiros que podem ameaçar a nossa existência nacional e também a possibilidade da criação de um estado nacional socialista.

(....)
Nós chamamo-nos a nós próprios partido dos trabalhadores porque queremos resgatar a palavra "trabalho" da sua definição corrente e devolvê-la ao seu significado original. Alguém que cria valor é um criador, isto é, um trabalhador.  Nós recusamo-nos a distinguir formas de trabalho. A nossa única escala é se o trabalho serve o todo, ou pelo menos não o prejudica, ou então se ele é nocivo. Trabalho é serviço. Se trabalha contra o bem-estar geral,  então é traição contra a pátria. 
(...)

o Socialismo só é possivel num estado unido domesticamente e livre internacionalmente. A burguesia e o Marxismo são responsáveis por falharem os dois objectivos, união doméstica e liberdade internacional. Não importa o quão nacional e social se apresentem estas duas forças, eles são inimigos jurados de um estado socialista nacional.

Devemos, portanto, destruir politicamente ambos os grupos. As linhas do socialismo Germânico são nítidas, e o nosso trajecto é claro.

Somos contra a burguesia política, e pelo nacionalismo genuíno!

Somos contra o Marxismo, mas pelo verdadeiro socialismo!

Somos pelo primeiro estado nacional Germânico de natureza socialista!

Somos pelo Partido Nacional Socialista dos Trabalhadores Alemães!
(....)


resumindo, o Nacional-Socialismo é a verdadeira forma de socialismo. todas as outras, incluíndo o marxismo são formas corruptas de socialismo.
são formas igualitárias e redutoras de socialismo, ao passo que o Nacional-Socialismo é uma forma desigualitária e abrangente de socialismo, ao serviço de toda a comunidade e não de uma suposta classe "oprimida".
por exemplo, o Trabalhador alemão não era forçosamente o proletário ou o operário "oprimido" e sim todo o trabalhador ou produtor. não há distinção de classes ou trabalhos, daí ser o partido dos Trabalhadores, não do "proletariado", e assim sucessivamente.
é este socialismo que combinado com o nacionalismo, e não de uma forma isolada, garante as bases da manutenção do património racial, isto é, do Povo.

15 comentários:

Pedro Lopes disse...

Excelente tópico.
Isto é autêntica poesia. Um hino á clarividência e sabedoria superior.Este gajo era genial.

" o Trabalhador alemão não era forçosamente o proletário ou o operário "oprimido" e sim todo o trabalhador ou produtor. não há distinção de classes ou trabalhos, daí ser o partido dos Trabalhadores, não do "proletariado", e assim sucessivamente."

É precisamente a linha correcta de pensamento.
Todo o trabalho produtivo e positivo é para valorizar, seja ele de um operário, de um agricultor, de um profissional liberal, de um empresário, de um professor etc......

Mas tenta explicar isto a um comuna ou á merda esquerdista em geral.

Eu uma vez andei a mandar umas postas deste tipo num blog de um comuna(do mais cadavérico que há), fosga-se o homem ao fim de 2 ou 3 posts começou a deitar fumo. Avariou completamente.

Começou a mandar aquela máxima da união dos proletários unidos de todo o mundo...E depois claro, começa a disparar com "Fascistas" e "nazistas" sem apresentar qualquer argumento construtivo.....

Muitos deles ainda vêm o mundo do trabalho como sendo representado por milhões de trabalhadores oprimidos enjaulados em fábricas. Na Europa quase já nem há fabricas, mas eles mantém-se agarrados na mesma ideologia fóssil.

Enquanto que a ideologia Nacional-Socialista é completamente actual e intemporal.

Thor disse...

mantêm-se agarrados a essa "ideologia fóssil" porque não é nenhuma ideologia e sim um pretexto.
eles se pudessem, escravizavam todos os trabalhadores.

eu já sabia que a escolha do nome "partido dos trabalhadores alemães" (DAP) não tinha nada a ver com o conceito de "proletariado" do marxismo e que era muito mais abrangente, mesmo sem ter lido isto do Goebbels...
mas este texto tirou-me as dúvidas, se é que as tinha.

sim, eu concordo que o Goebbels era completamente genial.

Thor disse...

e ainda por cima, era humilde ao ponto de admitir que o Nacional-Socialismo aprendeu e filtrou muitas lições do Marxismo.
ele diz textualmente que o NS "bebeu" muita coisa do Marxismo e que isso não é nenhuma vergonha.
bebeu, mas não forçosamente para manter tudo e sim para alterar/melhorar.

Thor disse...

"Mas tenta explicar isto a um comuna ou á merda esquerdista em geral.

Eu uma vez andei a mandar umas postas deste tipo num blog de um comuna(do mais cadavérico que há), fosga-se o homem ao fim de 2 ou 3 posts começou a deitar fumo. Avariou completamente."


e piores são os católicos ou os capitalistas que marram que não há diferença quase nenhuma entre Nacional-Socialismo e Marxismo.
tenta lá ir explicar-lhes as diferenças...

Pedro Lopes disse...

"ele diz textualmente que o NS "bebeu" muita coisa do Marxismo e que isso não é nenhuma vergonha."

Evidente. Uma boa farsa(O marxismo judaico) tem de ter alguma verdade para poder atrair alguma massa humana para as suas fileiras.

Portanto se os Nazis adoptaram apenas as partes correctas e removeram a falsidade ou as intenções nefastas não é vergonha nenhuma. E não é vergonha nenhuma defender direitos e boas condições para todos os trabalhadores, antes pelo contrário.

Mas o marxismo primitivo reduz o humano a um "proletário" e não tem mais dimensão nenhuma. Serve apenas para trabalhar e estar caladinho.
Já no liberalismo/capitalismo o trabalhador é apenas uma peça no processo de produção(e que tem um custo) que tem tanto valor que uma máquina ou um matéria prima.

Pedro Lopes disse...

"e piores são os católicos ou os capitalistas que marram que não há diferença quase nenhuma entre Nacional-Socialismo e Marxismo.
"

É engraçado. Os comunas tentam empurrar o Nacional Socialismo para a Direita/extrema-direita capitalista.

Os capitalistas liberais tentam empurrá-lo para a extrema esquerda.

Idiotas.

Thor disse...

sim, no marxismo o trabalhador é apenas isso, e não serve para mais nada.
e no capitalismo, é uma máquina, um mero número.

Goebbels diz tudo isso nos textos que estão na fonte de onde eu tirei estes, mas como é muito extenso escolhi só estas partes.

Thor disse...

"É engraçado. Os comunas tentam empurrar o Nacional Socialismo para a Direita/extrema-direita capitalista.

Os capitalistas liberais tentam empurrá-lo para a extrema esquerda.

Idiotas."


sim, porque essas bestas só concebem tudo na dicotomia primária direita vs esquerda, como não é igual ao marxismo, estes empurram para a "direita". como não é igual ao liberalismo, os liberais empurram para a "esquerda".

na verdade, o N-S está acima de ambas as vias. é a Terceira Via.

Anónimo disse...

"Dizem que a mestiçagem liquefaz essa cristalização racial que é o caráter e dá uns produtos instáveis. Isso no moral - e no físico, que feiúra! Num desfile, à tarde, pela horrível Rua Marechal Floriano, da gente que volta para os subúrbios, que perpassam todas as degenerescências, todas as formas e má-formas humanas - todas, menos a normal. Os negros da África, caçados a tiro e trazidos à força para a escravidão, vingaram-se do português de maneira mais terrível - amulatando-o e liquefazendo-o, dando aquela coisa residual que vem dos subúrbios pela manhã e reflui para os subúrbios à tarde."

Monteiro Lobato, escritor brasileiro.

Pedro Lopes disse...

Viva os Estados Unidos da Améxica.

http://www.publico.pt/mundo/noticia/senado-americano-aprova-lei-de-imigracao-mas-futuro-da-reforma-e-incerto-1598599

Mais uma "macacada" do macaco.

Pedro Lopes disse...


Maldito NAZI!!!!!
Racista!!!!!

https://fbcdn-sphotos-h-a.akamaihd.net/hphotos-ak-prn2/7079_204158129734389_148576435_n.jpg



Pedro Lopes disse...


Cristiano Ronaldo e Israel: "Não troco camisa com assassinos"

Terá alguma credibilidade isto?

http://historiadofront.blogspot.pt/2013/04/cristiano-ronaldo-e-israel-nao-troco.html

Thor disse...

penso que terá credibilidade. já não é a primeira vez que estou a ver isso do Ronaldo sobre Israel.

só por isso já subiu na minha consideração, mesmo sabendo que é um mestiço, mas mesmo os mestiços têem direito à vida, desde que em comunidades mestiças tipo Bostil (a maioria dele), Índia e outras.

Thor disse...

mas oh Pedro, cuidado que esse site bostileiro não é de confiança.

esse é daqueles sites que confundem a inclusão de negros, mestiços ou judeus nas SS estrangeiras, com "união de raças em prol do N-S".

cuidado que esse tipo é daqueles que não concordando com o real cerne do N-S, tenta mistificá-lo, deturpá-lo, ou adaptá-lo às suas conveniências.
já não é o primeiro que vejo a fazer isso...

http://historiadofront.blogspot.pt/2013/06/devido-um-grande-numero-de-imagens-que.html


muito cuidado com as merdas que andas a ler, procura primeiro saber qual a linha de pensamento desses sites.

Pedro Lopes disse...

"mas oh Pedro, cuidado que esse site bostileiro não é de confiança."

O facto de ir lá não signifique que o encare como uma fonte de informação infalível. E é assim em muitos sites que costumo aceder.
Há que ir vendo e cruzar a informação com outras fontes.