"O que Lénin e Trotsky não atingiram com o fim de conduzir as forças que dormitam no bolchevismo para a vitória final, será obtido através da política mundial da Europa e América." - Rosenberg 1930

sexta-feira, 6 de maio de 2016

a possível origem nórdica dos romanos


It is clear that throughout its history, Italy has been subject to several invasions by predominantly Nordic peoples. The first of these invasions laid the foundations for ancient Rome. The early Patrician class was constituted from Nordic racial elements, as Coon affirms:

“Their facial type is not native to the Mediterranean basin, but is more at home in the north....

...the movements from the north introduced Nordics of two varieties; the classic Hallstatt type, and the Keltic Iron Age type which was later to form the basic racial element among the Roman patricians.” [Coon (1939) 194; 554.]

The French author Rochat, examined portraits of the ancient Romans, and concluded that the Roman type was essentially Nordic. [Günther (1957).] The Swiss physical anthropologist His (1866), after studying both sculptures and skulls, determined that the true Romans had been Nordic. (...)

FONTE e mais outra FONTE

2 comentários:

Bruno Dias disse...

Os Romanos dos primeiros tempos tinham genética nórdica. Aquela aristocracia guerreira que construiu o império nos tempos de ouro da republica era nórdica. Depois, a miscigenação arruinou Roma, mais que a religião catolica ou os bárbaros. Já nos tempos de Julio César, o sangue nobre começava a rarear em Roma, aliás, a partir de uma certa altura, já pouco se ouvia falar latim em Roma, mas um conjunto de dialectos bárbaros (lembra Paris, Londres e outras cidades de hoje em dia). O que destruiu Roma foi a miscigenação e o que se chama hoje de "multiculturalismo"

Thor disse...

correctíssimo, meu caro.
Roma na época da decadência era como a Babilónia.
mas o cristianismo também ajudou...