"O que Lénin e Trotsky não atingiram com o fim de conduzir as forças que dormitam no bolchevismo para a vitória final, será obtido através da política mundial da Europa e América." - Rosenberg 1930

sábado, 1 de março de 2014

o declínio do «deus» democracia...
























é antigo (Janeiro de 2012) mas cá vai: a notícia em baixo diz que "só 56% dos portugueses acreditam que a democracia é o melhor sistema político".
pouco mais de metade. ora bolas, afinal nem o "deus" democracia consegue reunir um consenso à sua volta, (quanto mais outras questões polémicas...), a ponto de existirem taxas de abstenção de 41% e de 44% dos portugueses não acharem que a democracia é o melhor sistema político.
eu sei que o público é um pasquim de esquerda, mas o DN desenvolve aqui praticamente a mesma notícia, a data da notícia é até a mesma (19-1-2012). basicamente 64,6% das pessoas estavam insatisfeitas com a democracia quando em 2009 eram 51%, e só 55,5% pensavam que a democracia é o melhor sistema político, enquanto os restantes 44,5% pensavam que não.
isto também significa que as perguntas foram colocadas de forma a não dar azo a equívocos ou segundas interpretações. os pró-democratas poderiam argumentar que os tais 44,5% não rejeitavam a democracia, apenas estavam "insatisfeitos" com ela e queriam "mais democracia".
mas não. os "insatisfeitos com a democracia" eram 64,6%, e os que não acreditam de todo que a democracia seja o melhor sistema político eram 44,5% (os restantes são os 55,5% que acreditavam na democracia)
o "deus" democracia começa a perder os seus encantos e a sua aura de "divindade" / "intocabilidade". e, se calhar, os dados até já estão desactualizados, face ao descalabro dos últimos dois anos.

1 comentário:

N disse...

E eu continuo sem respostas às minhas perguntas:

Quem conta os votos?
Foram escolhidos como?
Como é que são contados os votos?
Quem é que fiscaliza a contagem?
E quem são os que fiscalizam,quem os escolheu,e quais os critérios de escolha?

A razão de não me quererem responder é a mesma de não quererem uma auditoria à dívida para saber a quem se deve,quanto se deve, e o porquê de se dever...

A fraude é muito maior Thor...

Mas já diz o ditado:
"É possível enganar muita gente durante muito tempo, mas é impossível enganar toda a gente durante todo o tempo."

A hora desses filhos da puta está a chegar...