"O que Lénin e Trotsky não atingiram com o fim de conduzir as forças que dormitam no bolchevismo para a vitória final, será obtido através da política mundial da Europa e América." - Rosenberg 1930

segunda-feira, 21 de abril de 2014

afinal é (também) por isto...


quem vemos acima é nada mais nada menos do que Louis Aliot, o namorado judeu da líder da FN francesa. o avô materno do personagem foi um judeu da Argélia naturalizado:

(...)"Le père de sa mère était un Juif d'Algérie, originaire de Médéa, qui fut naturalisé français par le décret Crémieux de 1870"(...)

FONTE

e o próprio Aliot falou das suas raízes judaicas

ora, isto ajuda a desvendar muita coisa que se passa actualmente com a FN. e o porquê não só do filo-judaísmo e filo-sionismo do partido, como também a expulsão de legítimos nacionalistas, tal como o abastardamento racial e ideológico do partido.
não, não se trata de nenhuma "táctica eleitoral" nem nenhuma "manobra" para "contornar a lei", a menos que haja alguma lei em França que obrigue as pessoas a relacionarem-se com judeus, para não dizer outros grupos étnicos.
se calhar, a Marine relaciona-se com um judeu para "contornar" a lei e para provar que não tem nada de racial...

8 comentários:

Pedro Lopes disse...


Mas ele é mesmo judeu ou tinha um avó judeu?
É que não tem lá muito aspecto de judeu.

Mesmo assim prefiro que a FN ganhe as próximas legislativas em França.

Por um lado, o facto de formarem governo, iria dissipar todas essas dúvidas se eles são de facto lacaios dos sionistas ou não.

Ou seja irá revelar a sua verdadeira face.

Por outro lado, a sua vitória poderá encorajar outros povos da Europa a acreditarem mais nos seus próprios partidos nacionalistas.

Hollandes e Sarkozis é que não.

Thor disse...

não será muito judeu etnicamente, mas é religiosamente judeu e isso já basta.
o que importa não é os "danos étnicos" deste relacionamento/namoro/futuro casamento/o que seja, mas sim os danos maiores derivados da submissão e cedência aos judeus, por causa deste relacionamento (e não só)

além disso, este é como o J.Sampaio. o Sampaio também parece mais europeu que judeu, mas teve uma avó judia de Marrocos.
este é um avô judeu da Argélia.
tanto faz.

O Cameron também tem aspecto europeu e "só" tem um bisavô judeu, mas depois olha:
http://4.bp.blogspot.com/-7cOnMQ6mGKQ/U05_0TXPfxI/AAAAAAAAAv4/Das0JNirnPk/s1600/snapshot000076.jpg



"Por um lado, o facto de formarem governo, iria dissipar todas essas dúvidas se eles são de facto lacaios dos sionistas ou não."

mas quais dúvidas? tu ainda as tens? eu não tenho.



"Por outro lado, a sua vitória poderá encorajar outros povos da Europa a acreditarem mais nos seus próprios partidos nacionalistas."

acreditarem mais nos seus próprios nacionalismos?
a FN NÃO é nacionalista. metam isso na cabeça de uma vez por todas.

Pedro Lopes disse...

Thor,

O que eu acho é que há coisas que não sabemos ao certo. E não é por a Marie Le Pen aparecer ao pé de um judeu que fica logo tudo contaminado. As coisas não são assim tão directas.

Até na Alemanha Nazi os judeus viveram em paz durante o período antes da guerra. Hitler apenas lhes retirou o poder que tinham na banca, na imprensa e na cultura.

A Itália de Mussolini também não os expulsou e a Itália melhorou bastante durante o seu reinado.

Não sabemos á partida que poder eles terão ou não se a FN vencer.

Por isso eu prefiro aguardar. Pois se forem governo ai é que tem de mostrar a careca. Tem de mostrar quem realmente são.

Não sou muito crente na FN nem sou 100% pessimista.
Além disso não vejo alternativa melhor em França.

Thor disse...

não é questão deste judeu em concreto contaminar tudo, nem é questão dos danos étnicos desta relação.
aliás, eu no título meti "TAMBÉM" entre aspas.
não é só por causa disto que a FN é como é, mas TAMBÉM é por causa disto.

ó Pedro Lopes, tu chegaste a ver aquele documentário que falava nos nacionalistas húngaros e franceses, na EDL e na aldeia de Jamel?? repetiu várias vezes.
pois nesse documentário, a própria Le Pen disse "ipsis verbis" que a FN era MILITANTEMENTE sionista, sim utilizou estas palavras.
e depois mostraram lá os comissários da FN lá em israel a fazer festinhas aos judeus.
tu queres mais provas do que isto?

então e assim, está melhor?

http://hyperborea-land.blogspot.pt/2013/05/fn-marioneta-do-zog_22.html

http://hyperborea-land.blogspot.pt/2014/03/fn-alia-se-ao-ukip-e-afasta-se-do-bnp.html

http://hyperborea-land.blogspot.pt/2012/01/falso-nacionalismo-frances.html

Thor disse...

"Até na Alemanha Nazi os judeus viveram em paz durante o período antes da guerra. Hitler apenas lhes retirou o poder que tinham na banca, na imprensa e na cultura."

e meteu muitos em campos de concentração (que pareciam palácios, é verdade) e outros deixou-os fugir e ir embora para outros países.
se não expulsou muitos, é precisamente porque nessa altura não havia um estado judaico.



"A Itália de Mussolini também não os expulsou"

pois eu já referi isso, e isso foi precisamente um dos defeitos do fascismo italiano.
aliás, no próprio movimento fascista havia judeus infiltrados.



"E não é por a Marie Le Pen aparecer ao pé de um judeu que fica logo tudo contaminado"

caso não tenhas reparado, ela não "apareceu ao pé" deste judeu. eles são namorados.

Pedro Lopes disse...

Thor,

Eu sei disso.
E até houve uma declaração que não gostei mesmo nada da Marine Le Pen, em que ela disse que não tinha nada a ver com o Aurora Dourada e que estes eram uns neo-nazis e mais um par de botas.
Eu conheço esses argumentos.

Agora, imagina que se trata apenas de uma estratégia da FN para ter mais eleitorado e chegar ao poder?

Repara que existem imensos constrangimentos para um partido nacionalista poder fazer passar a sua mensagem. Qualquer desvio do politicamente correto leva logo a problemas.

A minha posição é esta. Não gostei de certas atitudes da FN, mas só faço uma análise mais definitiva depois de chegarem ao poder e ver a medidas que vão adoptar.

Pedro Lopes disse...


Eh eh,

Tinha metido este ultimo comentário no "citadino" por engano.

Thor disse...

não me parece que namorar um judeu seja "estratégia para chegar ao poder", mas acredita e "come" disso quem quiser.
e o nº2 do partido também é casado com uma japonesa.

e também não me parece que expulsar os verdadeiros nacionalistas legítimos seja "estratégia para chegar ao poder", até porque nenhuma lei obriga a isso.
aliás, sem nacionalistas no partido, que me interessa a mim que a FN "chegue ao poder"??

será mais um partido como os outros, multirracial, homófilo, filo-judeu, assimilacionista, esquerdista, etc