"O que Lénin e Trotsky não atingiram com o fim de conduzir as forças que dormitam no bolchevismo para a vitória final, será obtido através da política mundial da Europa e América." - Rosenberg 1930

domingo, 6 de abril de 2014

mais desinformação

















FONTE


depois das várias campanhas para tentar fazer de Hitler um judeu à força, sempre sem sucesso diga-se, é agora a vez de até a sua companheira ser alvo de uma campanha.  é fácil bater em mortos, não é??
diz o pasquim de esquerda Público que é-se judeu quando se é filho de mãe judia segundo a tradição judaica. ai a tradição judaica é que define se a Eva Braun é judia?  e desde quando ter um haplogrupo feminino "supostamente" judeu, é o mesmo que ser "filho de mãe judia"??  haplogrupo é apenas uma linhagem materna ou paterna, sendo que o fundador dessa linhagem há milhares de anos até podia ser de etnia X, mas nada diz sobre a mãe, o pai, os avós, etc
mas isso o pasquim marxista não diz e omite, porque a mensagem é claramente política e o seu objectivo é tudo menos informar os leitores. quem ler a notícia até pode acreditar mesmo que a mãe de Eva Braun era judia.
e tanto a mensagem é política que o pasquim diz na notícia que Hitler ordenou o extermínio de "seis milhões" de judeus.
pelo que se percebe da notícia, nem sequer há certezas de que o cabelo analisado fosse de Eva Braun, mas parta-se do princípio que era...
já agora, o executivo do tal Channel 4 britânico de que fala a notícia, é David Abraham, esse sim judeu e filho de judeus, como se pode ler aqui.  o pai um judeu da comunidade indiana de Calcutá. e a mãe uma judia da Bélgica, durante o período da ocupação nazi. ambos imigraram depois para a Inglaterra.









resumindo, o tal David é muito pequenino e rancoroso. não distingue os seus rancores pessoais de factos históricos. lá porque os nazis são os "maus", isso agora significa que todos são afinal judeus. 
não tarda muito para descobrirem que até o cão de Hitler tinha ADN judeu.  já acredito em tudo.
é assim, com estas campanhas, filminhos e documentários que lavam o cérebro às massas e às populaças.
será que o tal Channel 4 se lembrou de ir "recolher ADN" de Estaline? de Lénine? de Beria? de Kaganovich? de Ehrenburg e outros filhos da puta?  é claro que não.
o Channel 4 é um canal político e tem tanta credibilidade ou até menos do que o pasquim neo-marxista Público.
querer definir a etnia de uma pessoa apenas pelo seu MtDNA e nem sabemos se aquilo que dizem que ele é, é mesmo verdade, é mais uma propaganda sensacionalista que só idiotas compram.

3 comentários:

Pedro Lopes disse...

Já se sabe como é.

Qualquer coisa que alguém se lembre que possa difamar Hitler, ou qualquer figura importante da Alemanha NS passa logo a ser verdade.

Se mandares um texto para o publico a dizer que o Hitler batia na mãe e na avó, passa a ser verdade indesmentível e até fazem um filme sobre isso.

Thor disse...

mas se mandar para lá um comentário a desmentir esta "notícia" e outras do mesmo género, de certeza que é censurado.

vale tudo. Hitler era gay, Hitler era judeu, Hitler era mouro ou turco, Hitler batia na mãe, Hitler era louco e psicopata.

quem se atrever a questionar alguma destas "verdades sacrossantas" é logo calado, ou então leva logo com "racista", "fascista", "nazi", etc e pronto. está feito.

N disse...
Este comentário foi removido pelo autor.