"O que Lénin e Trotsky não atingiram com o fim de conduzir as forças que dormitam no bolchevismo para a vitória final, será obtido através da política mundial da Europa e América." - Rosenberg 1930

domingo, 20 de dezembro de 2009

«não há pretos italianos»

Adeptos da Juventus voltam a entoar cânticos racistas

A facção mais radical dos adeptos da Juventus voltou a entoar cânticos racistas durante a recepção ao Catania, em jogo realizado este domingo.

«Não há pretos italianos», disseram os tiffossi da “Juve”, denominados Curva Sud, devido à sua localização no estádio Olímpico de Turim.

Para além da manifestação racista, a própria equipa também foi atacada, devido aos maus resultados europeus, e a direcção.

Desta a época passada que e turma bianconera tem sido constantemente sancionada – com multas e jogos à porta fechada - por cânticos racistas da sua massa associativa.

FONTE



como se pode ver, é da Itália que partem a maioria dos bons exemplos.

gostava que as claques portuguesas e um pouco por toda a Europa seguissem o mesmo caminho.

2 comentários:

Nortenho disse...

Mas o problema é que existe claques em que a sua maioria são pretos e até entrem em conflito com outra claque do mesmo clube, estou a falar dos NN.

Thor disse...

"em que a sua maioria são pretos e até entrem em conflito com outra claque do mesmo clube, estou a falar dos NN."


pois...então foda-se a claque da pretalhada e concentremo-nos nas claques portuguesas a sério.