"O que Lénin e Trotsky não atingiram com o fim de conduzir as forças que dormitam no bolchevismo para a vitória final, será obtido através da política mundial da Europa e América." - Rosenberg 1930

segunda-feira, 30 de maio de 2011

bons hábitos nas velhas Antas...


MEP defende voto dos imigrantes

Rui Marques em Lisboa
Líder do MEP lembra passado na área da Imigração e defende direitos políticos

O líder do MEP, Rui Marques, garantiu hoje que os direitos políticos dos emigrantes e a coesão social nas comunidades de estrangeiros em Portugal teriam toda a atenção se tivesse continuado a ser Alto Comissariado para a Imigração.

Esta manhã Rui Marques voltou ao Centro Nacional de Apoio ao Imigrante (CNAI), em Lisboa, enquanto presidente do Movimento Esperança Portugal (MEP) para “actualizar informações” e confirmar que o país continua a ser um “exemplo de excelência” no acolhimento e integração de imigrantes.

Porém, ainda “há muito por fazer nos direitos políticos”, afirmou o responsável do MEP, defendendo que residentes a partir do quinto ano, mesmo sem nacionalidade portuguesa, deveriam poder votar para integrarem a comunidade política.

Outra preocupação que teria seria a coesão social face às taxas de desemprego, que “atingem particularmente a comunidade imigrante”.

No CNAI, Rui Marques confirmou haver bairros de imigrantes com taxas de desemprego de 80 por cento.

“São das famílias mais vulneráveis porque muitas vezes sem emprego ficam sem protecção social e numa situação muito difícil”, alertou.

Os imigrantes têm “vínculos laborais mais frágeis” e trabalham nos sectores mais atingidos pela crise, como a construção civil, hotelaria e turismo, acrescentou.

A crise também fez reduzir o trabalho no CNAI devido aos “fluxos de entrada e à resolução de processos”.

“Hoje há menos imigrantes a chegar e menos imigrantes com problemas. Portugal terá um saldo migratório negativo: terá mais saídas, seja de portugueses, seja de imigrantes que procurarão outros países devido ao aumento da taxa de desemprego”, anteviu.

Para Rui Marques, Portugal tem “muita sorte em ainda ser um país de acolhimento e se um dia o deixar de ser é muito mau sinal”.

Os países sem imigrantes são os “pobres, os subdesenvolvidos e sem horizonte de futuro”, concluiu.




resumindo, mais um partido de merda que defende os imigrantes, incluindo o seu voto, mesmo daqueles que nem sequer têm a "papelada" burocrática da "nacionalidade". e mais um asqueroso que vem com este discurso tentar meter medo às populações, com a conversa de que sem imigrantes ficamos todos muito, muito mais pobres, e piores e sem futuro, bla bla bla... onde é que já ouvimos isto?  de original nada tem, certamente.  muito menos quando vem falar no desemprego dos imigrantes ou dos bairros de imigrantes com 80% de desemprego...como se isso fosse problema de Portugal e dos Portugueses.
espero que o PNR debata com este partidozeco na TV em directo, para desmontar toda esta conversa...

quinta-feira, 26 de maio de 2011

chantagem da emigração é cristã...











"Também não oprimirás o estrangeiro; pois vós conheceis o coração do estrangeiro, pois fostes estrangeiros na terra do Egipto” (Êxodo 23.9).


"Como um natural entre vós será o estrangeiro que peregrina convosco; amá-lo-ás como a ti mesmo, pois estrangeiros fostes na terra do Egipto. Eu sou o SENHOR vosso Deus” (Levítico 19.34)."



ou seja, sempre que ouvirem o argumento de que não podem ser contra a imigração, porque existem compatriotas vossos lá fora, ou porque vocês próprios já foram imigrantes em algum momento,  já sabem que se trata de uma cópia e uma tara neo-cristã, e que quem usa essa chantagem é um neo-cristão, quer seja ou não religioso...

quarta-feira, 25 de maio de 2011

elogios involuntários e totalitarismos

CNE pede suspensão do tempo de antena do PND
A Comissão Nacional de Eleições vai pedir a suspensão do tempo de antena do PND, em que Alberto João Jardim é comparado a outros ditadores, como Hitler. A representante do BE foi a única a votar contra, invocando a liberdade de propaganda política. Veja o vídeo.

A CNE deliberou, esta terça-feira, por maioria, apenas com o voto contra da representante do BE, pedir ao Tribunal Constitucional a suspensão da transmissão do tempo de antena do PND, que põe Alberto João Jardim a discursar em alemão numa associação ao ditador nazi Hitler e inclui imagens de ditadores como o tunisino Ben Ali ou Mubarak, do Egipto. (.....)

FONTE
 
 
 
o "clown" de serviço, José Manuel Coelho, elogiou Alberto João Jardim, pensando estar a ofendê-lo e, como de costume, o sistema, que não gosta de brincadeiras, não permite e quer censurar o PND por esta inócua e inofensiva comparação de AJJ com Hitler. tudo em nome da mais elementar democracia, pois claro!

uns querem insultar e acabam a elogiar, outros querem censurar partidos por referências a Hitlers e Mubaraks, demonstrando que, no fundamental, não diferem assim tanto desses mesmos "ditadores" (segundo eles). e outros usam a sua habitual "astúcia" para deixar passar estes elogios a AJJ, pretendendo "insultá-lo", com o cínico argumento (mui selectivo) da "liberdade de expressão"
 
resumindo: o sistema está completamente caído de podre, e a podridão é tanta que ninguém se apercebe das figurinhas tristes que faz. é que ninguém se auto-enxerga nesta multidão de palhaços.

marxismo de valores na prática




















FONTE


no video disponibilizado (link acima) sensivelmente ao segundo 8/9, vê-se um "jovem" (não precisa de tradução) de t-shirt e boné brancos a filmar a cena, com outro adolescente (um "whigger") de t-shirt azul a contemplar...
eis o marxismo cultural de valores, consumado na prática e sem abstracções...uma sociedade em que pessoas vêem pessoas a serem brutalmente espancadas sem nada fazer, pessoas que filmam, que incentivam ou gozam as agressões...
esta é a sociedade "moderna", "sem preconceitos" e "sofisticada" pretendida por tantos.
jovens brancos cuja cultura é mais africana que nativa. "jovens" africanos que filmam agressões para as mostrarem a milhões ou se riem delas...
sim senhor, este total vácuo e ausência de valores deve ser o caminho certo a seguir para a sociedade "perfeita".

e nada de protestar demasiado, senão ainda tens o Acime e o Zé Falcão à perna a chamarem-te "retrógado" e "fascista" ou a processarem-te.

terça-feira, 24 de maio de 2011

padre português critica «xenófobos» italianos


Padre português culpa políticos xenófobos por crise em Lampedusa
Há partidos xenófobos na política italiana que estão a impedir a ajuda humanitária aos cerca de 20 mil imigrantes ilegais do norte de África que nos últimos três meses chegaram à ilha de Lampedusa, diz o padre Rui Pedro.

O sacerdote é conselheiro-geral dos Missionários Scalabrinianos, que debatem hoje na Amora as respostas da igreja às questões da imigração.

A situação em Lampedusa, onde têm desembarcado multidões de imigrantes do Norte de África é drástica, muito por culpa de uma direita xenófoba, explica o padre.

“Neste governo estão partidos, incluindo um que é dos mais xenófobos da Itália, que por ideologia e pela sua visão da sociedade, para manter a coligação têm obrigado a cedências que nem sempre vão numa linha de integração. São mais razões políticas que impedem o acolhimento e a integração que a Igreja exige, mais aberta, mais humanitária e mais fraterna.”

Os Missionários Scalabrinianos, que trabalham no terreno com muitos dos que chegam à Europa à procura de melhores condições de vida, exigem novas politicas de acolhimento e de integração dos imigrantes.


como sempre, a igreja não engana, e está sempre ao lado dos imigrantes e estrangeiros contra as forças do "mal". desta vez foi um português a meter-se em assuntos que não lhe dizem respeito...

segunda-feira, 23 de maio de 2011

antinazismo - a religião do séc.XXI

Simpatia por Hitler foi mal vista

Lars Von Trier já não é bem-vindo em Cannes

A simpatia por Hitler valeu a Lars Von Trier um sinal proibido em Cannes. O cineasta foi declarado persona non grata pela direcção do festival de cinema francês, depois de ontem assumir-se “nazi” e declarar que compreendia e tinha simpatia por Hitler.

“O conselho de administração condena muito fortemente os seus comentários e declara Lars Von Trier persona non grata no Festival de Cannes, com efeito imediato”, disse em comunicado a direcção do festival, citada pela AFP.

A história começou ontem, durante a apresentação da nova película do dinamarquês, Melancholia, um filme-catástrofe protagonizado por Charlotte Gainsbourg e Kirsten Dunst, que está em competição no festival.

"Eu compreendo Hitler. Sei que fez coisas más, sem dúvida, mas posso imaginá-lo sentado no seu 'bunker', na parte final", disse na conferência de imprensa. Apesar do moderador da sessão ter tentado desviar a conversa, Lars Von Trier continuou. “É claro que não defendo a II Guerra Mundial, nem sou contra os judeus. Defendo-os, mas não em demasia, porque israel é verdadeiramente irritante."

O realizador acabou por pedir desculpas mais tarde. "Se ofendi alguém com as minhas declarações desta manhã, peço sinceras desculpas. Não sou nem anti-semita, nem racista, nem nazi." Mas a tentativa de reconciliação já veio tarde.

Hoje, o ministro da Cultura francês criticou duramente o dinamarquês. “É uma vergonha, é inaceitável”, disse Frédéric Mitterrand numa conferência de imprensa, à margem de uma reunião em Bruxelas, com os seus homólogos da União Europeia.

O filme de Von Trier mantém-se em competição. Um participante da reunião do conselho de administração disse à AFP que foi pedido ao realizador para ser discreto. “Se ele ganhar o prémio no domingo, ordenou-se que não venha recebê-lo”, disse a fonte.

Gilles Jacob, presidente do festival, convocou esta quinta-feira de manhã a reunião extraordinária do conselho de administração para se decidir quais as sanções a aplicar ao realizador.

“O Festival de Cannes oferece aos artistas de todo o mundo uma tribuna excepcional para apresentarem as suas obras e defenderem a liberdade de expressão e criação” e “e arrepende-se profundamente que esta tribuna tenha sido utilizada por Lars Von Trier para se exprimir com declarações inaceitáveis, intoleráveis, contrárias aos ideais de humanidade e de generosidade que regem a própria existência do festival”, defenderam os responsáveis no comunicado.

FONTE

só para recordar...

















não é só o Bloco, o Louçã, ou a ala "trotskista" a ser radicalmente igualitária em Portugal.

esses são fundamentalistas, mas estão bem acompanhados em Portugal também pelo PCP estalinista, que aliás, também apoia bandeiras como o "casamento gay", entre outras.

aliás, por trás do "camarada" Jerónimo temos escrito o seguinte "Dia Internacional para a Eliminação da Discriminação Racial"...

claro que acusar o CDS-PP e o PSD, de "xenofobia" é rídiculo, mas tem sempre cunhos de populismo e demagogia... e como este blogue ainda não existia no dia 20 de Março de 2009, fica a minha homenagem a tão prevísivel graçola.

FONTE

entrevista a JPC na SIC


boa entrevista...


ps compra votos aos imigrantes

"O PS deu aos imigrantes os mesmos direitos sociais dos Portugueses" - Sócrates

isso sabemos nós, senhor Xócras!








Imigrantes, trabalhadores das lojas do Martim Moniz e da construção civil seguem Sócrates para todo o lado

Seguem José Sócrates para todo o lado, de norte a sul do País, em autocarros pagos pelo PS.

Depois são usados para compor os comícios, agitar bandeiras, e puxar pelo partido, apesar de muitos deles não perceberem uma palavra de português e não poderem votar. Em troca têm refeições grátis.

Tratam-se de imigrantes provenientes da Índia e Paquistão, trabalhadores nas lojas do Martim Moniz, Lisboa, e na construção civil.

Estiveram com José Sócrates em Beja, Coimbra e no comício de ontem em Évora, onde deram nas vistas ao exibir os seus turbantes. Até à porta da RTP, no dia do debate com Passos Coelho, realizado na sexta-feira, estiveram de bandeiras em punho.

Além do transporte, conforme o CM verificou, o PS disponibiliza refeições e lanches. Deixaram os seus trabalhos para apoiar Sócrates, mas disseram ao CM que não são pagos por isso. "Não são pagos" garantiu também ontem fonte do PS, justificando que a presença dos imigrantes está inserida "na estrutura voluntária da campanha".

Singh Gurmukh, indiano e trabalhador na construção civil, é acompanhado por quatro dezenas de imigrantes asiáticos em Évora.

Diz que segue Sócrates de "graça" como reconhecimento pelo apoio à sua comunidade. "Só pagam o autocarro e a comida", disse num português pouco perceptível.

PS paga apoio com refeiçõesImigrantes, trabalhadores das lojas do Martim Moniz e da construção civil seguem Sócrates para todo o lado

A par desta comunidade, o comício contou ainda com mais de uma centena de africanos, que viajaram em dois autocarros da zona do Cacém, Sintra. "Chegámos esta tarde. Apoio Sócrates ", disse Sandim Cassama, da Guiné-Bissau, e residente em Portugal há 20 anos.

FONTE

Fernando Nobre: «o africano II»

Fernando Nobre: "Todos os portugueses são africanistas de Massamá"

O cabeça de lista do PSD por Lisboa, Fernando Nobre, afirmou hoje que todos os “portugueses são africanistas de Massamá” e que ele é pelo menos o “maior” entre os candidatos pelo círculo eleitoral da capital.

“Faço questão de dizer aqui em Massamá que eu, como todos os portugueses somos africanistas de Massamá. Eu sou o maior e talvez o mais africanista de todos os candidatos, por Lisboa e talvez não só”, afirmou Nobre durante a visita à feira solidária da escola básica 2,3 Egas Moniz, de Massamá.

O candidato às legislativas de 05 de junho recordou ter nascido em África e deixou um recado aos portugueses:

“Ai do português que pensa ter o puro sangue celtibero. Não conhece nada da nossa História. E aqui em Massamá eu grito forte para que me ouçam bem - nós portugueses, nós todos, somos africanistas de Massamá”, disse."

para ler mais, ir a:

FONTE
 
 

que também queira ser "africano", tudo bem, está no seu direito...agora que queira que os portugueses sejam todos africanos...alto e pára o baile.
sim, eu sei que fica bem dizer essas coisas em campanha, dá um ar chique, intelectual, sofisticado, aberto, "tolerante" (só para um lado) mas tudo tem o seu limite.
 
eu olho para os portugueses e, sinceramente, vejo muitas semelhanças com "celtiberos" e poucas ou nenhumas com africanos.
logo, se os portugueses não se podem dizer "celtiberos puros", porque raio já são "africanistas"???
se para ser "celtibero" é preciso ser puro, porque raio para ser africano já não o é, e bastem somente 0,01%...??  para não dizer nos muitos casos em que, de facto, é 0 sobre 0.

sábado, 21 de maio de 2011

cristianismo, o comunismo da antiguidade

"A. Causse, que fue profesor en la facultad de teología protestante de la Universidad de Estrasburgo, escribe: «Si los apóstoles predicaban el Evangelio en las plazuelas de los pueblos no era sólo por una sabia política misionera, sino porque la nueva religión era acogida más favorablemente en esos medios nuevos que por las viejas razas apegadas a su pasado y a su suelo. Los verdaderos griegos iban a permanecer durante mucho tiempo ajenos y hostiles al cristianismo. Los atenienses habían acogido a Pablo con una indiferencia irónica: "¡Ya nos lo contarás otro día!", y habrían de transcurrir muchos años antes de que los viejos romanos abandonasen su aristocrático desprecio por aquella detestable superstición. La primera Iglesia de Roma era muy poco latina, y en ella apenas se hablaba el griego. Pero los sirios, los asiáticos y toda la muchedumbre de los graeculi recibían con entusiasmo el mensaje cristiano» (Essai sur le conflit du christianisme primitif et de la civilisation, Ernest Leroux, 1920)."

Fonte: "CRISTIANISMO,’EL COMUNISMO DE LA ANTIGÜEDAD’", de Alain de Benoist


porque o comunismo não passa de um filho mais novo do cristianismo, que se "rebelou" contra o patriarca...mas apesar da rebeldia juvenil anti-patriarca, não pode fugir aos genes que herdou do pai...foi dele que herdou o multiculturalismo e universalismo apátrida militantes e o pouco ou nenhum apego às raízes, entre muitas outras coisas...

quinta-feira, 19 de maio de 2011

estatísticas raciais do Ocidente

LOST WHITE CITIES







CANADA-
Toronto: White 52.6%, South Asian 12%, Chinese 11.4%, Black 8.4%, Fillipino 4.1%, Latin American 2.6%, Aboriginals 0.5%

Montreal: Black 7.7%, Arab 4.3%, Latin Americans 3.4%, South Asian 3.2%, Fillipino 1.1%

Ottawa: Black 4.9%, Chinese 3.8%, South Asian 3.3%, Arab 3%






UNITED STATES OF AMERICA-
New York: Whites 45%, Blacks 27%, Hispanic 27%, Asian 10%

Los Angeles: Hispanic 48.5%, White 28.7%, Asian 11.3%, Black 9.6%, Mongrels 4.6%

Chicago: 31.7% Whites, 32.9% Blacks, 28.9% Hispanics, 13.4% Other Race, 5.5% Asian, 2.7% Mongrels

Detroit: 81.6% Blacks, 12.3% White, 5% Hispanic, 2.5 Other Race, 2.3% Mongrels, 1% Asian

Washington D.C.: 50.7% Black, 38.5% White, 9.1% Hispanic, 3.5% Asian








GREAT BRITAIN-
London: White 69%, Black 10%, Indian 6.6%, Mongrels 3.5%, Pakistani 2.4%, Bangladeshi 2.3%, Other South Asian 2%, East Asian (exl Chinese) 2%,Chinese 1.5%

Birmingham: 70% White, 19.5% Asian, 6.1% Black, 2.9% Mongrels








SWEDEN
Södertalje - About 40% of the inhabitants have foreign backgrounds, and this proportion currently increases by 1.5% per year. 35% of the inhabitants are Assyrian/Syriac people. There is also a great number of people with iraqi orgins. Since 2003 Södertälje has taken in more refugees than USA and Canada combined. Swedish kids are a minority.

Malmö - 30% of Malmö's inhabitants, are born abroad, and this number doesn't include their kids born in the country.

Stockholm - Approximately 26% of Stockholm's residents are of an immigrant or non-Swedish background. Largest numbers of immigrants are: Turks, Kurds, Bosnians, Arabs, Somalis, Albanians, Syriac, Persian, Hispanics.

Gothenburg - According to Statistics Sweden in 2005, there are 108,480 immigrants resident in Gothenburg, which is about 20% of the population.







NORWAY
Oslo - An estimated 27% of Oslo's population consists of immigrants, predicted to increase to between 44% and 51% around 2030. In 2008, the immigrant population accounted for about 82% of the population growth of the city. From 1970 to 2007, the ethnic Norwegian population decreased by 10.1% while the immigrant population increased by 823.6%

49% of schools have a non-white majority.

Drammen - 21,5% of the population are foreigners and their percentage keeps growing every year. Turks and Iraqis are the biggest groups of foreigners.

Bergen - In 1986, immigrants accounted for less than 1% of the population of Bergen. As of 2007, they account for more than 10% of the population. Kurdish, Vietnamese and Chilean immigrants are biggest groups.







DENMARK
Copenhagen - As of 2010, 78.4% of Copenhagen's population is Danish, 7.0% are immigrants from white countries. 14.47% are of a non-white background, and growing.







UNITED KINGDOM
London - According to the Office for National Statistics, based on 2007 estimates, only 69.0 per cent of the 7.5 million inhabitants of London were White, with 57.7 per cent White British. White English kids are a minority in London schools.

Birmingham - The ONS estimates that, in 2007, 62.1% of the population was White British. 57% of primary and 52% of secondary pupils are from non-white British families.

Leicester - According to 2006 estimates, 58.3% of residents are white British. 30% of the population is Asian, and 5% is black. White children a minority among pupils.

Slough -The town has a white British population of 62.1%

Luton - Luton has a significant population of Asian descent, mainly Pakistani (9.8%), Bangladeshi (4.3%) and Indian (4.2%). The 2005 Office of National Statistics figures revealed that town had a white British population of 61.3%

Wolverhampton - Nearly a quarter (24.6%) of the population is of black or minority ethnic origin, with the largest non-white category being Indian at 12.3%

Bradford - In 2006, it was estimated that 74.9% of the city's population was White. 2.9% Mixed Race, 20.5% Asian or Asian British, 1.6% Black and 0.6% from other races







HOLLAND
Rotterdam - 46% of the population are of non Dutch origins or have at least one parent born outside the country.

Amsterdam - Today, people of non-white origin make up approximately 33% of the population of Amsterdam, and more than 50% of children

Eindhoven - 28.8% are of foreign descent. Largest minority groups include Turks, Moroccans, Surinamese and Arubans.

Utrecht - About 69% of the population is of Dutch ancestry. 21% of the population is of non-white origin (9% Moroccan, 5% Turkish, 3% Surinamese and Dutch Caribbean and 5% of other countries)






GERMANY
Stuttgart - 40% of Stuttgart's residents, and 64% of the population below the age of five are of immigrant background.

Berlin - All in all, about 25%-30% of the population is of foreign origin. Turks are by far the largest group.

Cologne - 17.2 percent of Cologne's population is non-German. The largest group, comprising 6.3 percent of the total population, is Turkish.

Significant and large populations of foreigners exist in Munich, Dortmund, Hanover, Hamburg, Rine-Ruhr, Aachen, Duisberg, Bremen, Frankfurt, Hesse and the North-Rhine Westphalia, but statistics are not kept on this.






FRANCE
Paris - France does not allow ethnic statistics, but officially the number of non-whites in Paris is 20%. In reality this number is much higher, and anyone who has been in Paris will know I am right. Among children, non-European children are in absolute majority in Paris, possibly 70-80%.

Lyon - Estimated by unofficial sources(France doesn't allow ethnic statistics) that 45% of the population is non-white. Among children even higher.

Nice - Extremely large rates of non-white immigration.


Marseille - Marseille has always been one of the main gateways into France. In 1999, 22% of the population was born outside of France. As of today, muslims alone make up 35% of the population.







BELGIUM
Brussels - Brussels has a large concentration of Muslims, mostly of Turkish and Moroccan ancestry, and mainly French-speaking black Africans. Belgium does not collect statistics by ethnic background, so exact figures are unknown, but one estimate puts the number of Muslims alone in Brussels at 15%. Counting other non-whites, that number rises to 33%

Liège - Has large populations of Arabic and Congolese people.

Charleroi - Non-white population estimated around 30%. Immigrants in Charleroi has turned it into one of Europes most criminal cities.








AUSTRIA
Vienna - Muslims alone make up around 10% of the population. Number of non-white people in Vienna may be at around 20-25%






SWITZERLAND
Bern - Foreign nationals: 22%

Zürich - Foreign nationals: 31%. Of those, non-European: 20%






SPAIN
Madrid - Non-whites are at around 15% and growing extremely quickly due to Northern African immigrants pouring into Spain.

Barcelona - The non-white population(coming mostly from Latin-America and Northern Africa) has tripled in 7 years, from 3% to more than 13%.

Spain's population is still overweight white but decreasing fast due to low birth-rates and mass-immigration. There are also millions of undocumented illegal immigrants.







ITALY
Lampedusa - 3 times as many North Africans as Italians.

Padova - 1 in 5 babies born are non-white.

Italy's population is still overweight white but decreasing fast due to low birth-rates and mass-immigration. There are also millions of undocumented illegal immigrants.







GREECE
Athens - Around 20% non-white, and loads of undocumented illegal immigrants.







BULGARIA
12% of the population is Turkish.

12% of the population is Gypsy.

These 2 groups have massive birth-rates.

Bulgarian birth-rates are extremely low.






RUSSIA
Moscow - Home to more than 3 million non-white Muslims and loads more of christian non-whites and Asians.

Stavropol - Tons of non-whites.

Volgograd - Tons of non-whites.

Krasnodar - Tons of non-whites.






ROMANIA
Several dozens cities dominated by gypsies. Non-white immigrants have started to arrive.






IRELAND

Dublin
- Around 15% Africans and Asians.


fonte: Stormfront
algumas destas estatísticas nem são bem actuais. quer dizer que, resumidamente, estamos a caminhar para a extinção total dos Povos Europeus a muito breve trecho.

entrevista de José Pinto Coelho à rtp2

segunda-feira, 16 de maio de 2011

apesar de tudo...

isto:

















é melhor que isto:

Passos Coelho: «o africano»

Eleições: "Casei com África" e "sou o mais africano de todos os candidatos" - Passos Coelho

Amadora, 15 mai (Lusa) - O presidente do PSD considerou hoje que é "o mais africano de todos os candidatos ao Parlamento", pela sua ligação pessoal à África, por ter uma mulher da Guiné-Bissau e uma filha que "também é africana"

"Posso-vos garantir que eu sou o mais africano de todos os candidatos ao Parlamento que existem em Portugal", declarou Pedro Passos Coelho, durante um encontro com imigrantes, na Amadora.

"E, não querendo que isto seja uma desculpa, que não é, a verdade é que podem ter a certeza de que eu tenho uma sensibilidade muito especial para tudo o que são os problemas destas comunidades. A minha raiz pessoal está muito ligada a África, também. Praticamente posso dizer que casei com África", acrescentou o presidente do PSD.



FONTE


não diz aqui, mas faltou também a parte em que o candidato a 1º ministro diz querer (veja-se a lata) colocar representantes das tais "comunidades" no parlamento.
pois bem, o meu conselho é: fica longe do "pote", que já se viu a bela porcaria que será um governo liderado por ti. e já que és tão "africano", vai para Àfrica, leva a tua descendência, a tua família e não voltes que não fazes falta.
é lastimável ver o estado a que chegou o maior partido da oposição, a meu ver, o mais díficil de entender de todos os 5 principais, por ser o mais contraditório.

nascido em 1974, da ala liberal de Marcelo Caetano, ou seja, uma facção "direitista" e de genealogia Estado-Novista, o PPD (Partido Popular Democrático) mudou pouco depois a sua designação para Partido Social-Democrata, talvez para "agradar" à abrilada esquerdista e tentar "descolar" da conotação "marcelista/fascista", ao mesmo tempo que se tentava "colar" e aproximar mais ao PS (embora com as suas diferenças) para ganhar mais "simpatias".
é um partido do politicamente correcto que tenta estar bem com todos, estar bem com "deus" e o "diabo", que tenta agradar a todos e acaba por não agradar a ninguém.
um partido cheio de contradições, que se diz "conservador", mas que é tudo menos isso, e para concluir nem nunca sequer foi "ultra-liberal de direita" em termos económicos, como dizem alguns pseudo-intelectuais televisivos cá do burgo. apenas foi e é menos "à esquerda" e menos "estatal" que o PS.

sexta-feira, 13 de maio de 2011

Catroga e Assis dividem prémio «Circo Chen»

"comparar um primeiro-ministro eleito democraticamente, seja ele quem for, com a figura mais sinistra dos últimos séculos no Mundo Ocidental, é uma coisa que ultrapassa tudo"

Francisco "palhaço" Assis, na RTPN








1- de facto a comparação é ridicula, porque Hitler não merece nenhuma comparação com um qualquer Pinócrates. é um insulto a Adolf Hitler.
2- Hitler foi eleito nas urnas: 
3- por "figuras sinistras" dos "últimos séculos no Mundo Ocidental", e "não-eleitos", devias ter falado em Vladimir Lénin ou Josef Estaline, já para não dizer Mao Tsé-Tung, que não era Ocidental.

assim caminha o circo democrático na républica das bananas, mas o prémio "Circo Chen" desta feita vai a meias para os palhaços Catroga e Assis.

quarta-feira, 11 de maio de 2011

PPD fecha fronteiras dinamarquesas

Dinamarca restabelece controlo de fronteiras

A Dinamarca vai restabelecer o controlo alfandegário nas fronteiras com a Alemanha e a Suécia, com vista a combater a imigração ilegal e a criminalidade organizada. A medida resulta de um acordo político entre o governo e a extrema-direita.

"Alcançámos um acordo para reintroduzir os controlos alfandegários nas fronteiras da Dinamarca o mais rapidamente possível", declarou o ministro das Finanças dinamarquês, Claus Hjort Frederiksen.

A medida deve entrar em vigor dentro de duas a três semanas, segundo o ministro, reflectindo-se, essencialmente, na fronteira com a Alemanha, mas também nos portos e na ponte de Oeresund, que liga a Suécia à Dinamarca.

A proposta de reforçar os controlos fronteiriços no interior da União Europeia, uma ideia também defendida recentemente por França e Itália, foi avançada na Dinamarca pelo Partido do Povo Dinamarquês (PPD, extrema-direita), liderado por Pia Kjaergaard, como forma de combater a imigração ilegal e a criminalidade organizada.

A decisão é anunciada um dia antes de a Comissão Europeia apresentar aos ministros do Interior dos 27 Estados-membros as novas condições para uma reintrodução temporária dos controlos nas fronteiras dentro do Espaço Schengen.

A Dinamarca é um dos 25 países que integram o Espaço Schengen, que permite a livre circulação no espaço europeu.

Dos 27 Estados-membros apenas o Reino Unido e a Irlanda estão fora do Espaço Schengen, que inclui ainda três países não membros da UE: Suíça, Noruega e Islândia.


FONTE
 
 
 
parabéns ao PPD (partido do povo dinamarquês) de «extrema-direita» que conseguiu este acordo com o governo, para combater o flagelo da imigração ilegal e o crime organizado.
agora, falta tentar sair do Espaço Schengen de uma vez por todas, mesmo sabendo que não vai ser fácil.
parabéns ao partido de Pia Kjaergaard...

sionistas controlam 96% dos media mundiais















Facts of Jewish Media Control

The largest media conglomerate today is Walt Disney Company, whose chairman and CEO, Michael Eisner, is a Jew. The Disney Empire, headed by a man described by one media analyst as a “control freak”, includes several television production companies (Walt Disney Television, Touchstone Television, Buena Vista Television), its own cable network with 14 million subscribers, and two video production companies. As for feature films, the Walt Disney Picture Group, headed by Joe Roth (also a Jew), includes Touchstone Pictures, Hollywood Pictures, and Caravan Pictures. Disney also owns Miramax Films, run by the Weinstein brothers. When the Disney Company was run by the Gentile Disney family prior to its takeover by Eisner in 1984, it epitomized wholesome, family entertainment. While it still holds the rights to Snow White, under Eisner, the company has expanded into the production of graphic sex and violence. In addition, it has 225 affiliated stations in the United States and is part owner of several European TV companies. ABC’s cable subsidiary, ESPN, is headed by president and CEO Steven Bornstein, a Jew. This corporation also has a controlling share of Lifetime Television and the Arts & Entertainment Network cable companies. ABC Radio Network owns eleven AM and ten FM stations, again in major cities such as New York, Washington, Los Angeles, and has over 3,400 affiliates. Although primarily a telecommunications company, Capital Cities/ABC earned over $1 billion in publishing in 1994. It owns seven daily newspapers, Fairchild Publications, Chilton Publications, and the Diversified Publishing Group. Time Warner, Inc, is the second of the international media leviathans. The chairman of the board and CEO, Gerald Levin, is a Jew. Time Warner’s subsidiary HBO is the country’s largest pay-TV cable network. Warner Music is by far the world’s largest record company, with 50 labels, the biggest of which is Warner Brothers Records, headed by Danny Goldberg. Stuart Hersch is president of Warnervision, Warner Music’s video production unit. Goldberg and Hersch are Jews.

para ler mais, ver aqui:
FONTE


Empresas, companhias, jornais, meios de comunicação:
Walt Disney Company  (Walt Disney Television, Touchstone Television, Buena Vista Television)
Walt Disney Picture Group  (Touchstone Pictures, Hollywood Pictures, and Caravan Pictures)
Miramax Films
ABC, ESPN, Lifetime Television and the Arts; Entertainment Network,  ABC Radio Network
Fairchild Publications, Chilton Publications, Time Warner, Inc
Time Warner HBO, Warner Music, Warner Brothers Records, Warnervision, etc, etc, etc

Donos:
Michale Eisner, Joe Roth, Steven Borstein, irmãos Weinstein (Harvey e Bob), Gerard Levin, Danny Goldberg, Stuart Hersch....todos judeus.
e ainda  os judeus Edgar Brofman (NBC), Katherine Meyer Graham (Newsweek), Rupert Murdock e Peter Chernin (Fox), Mortimer Zuckerman (US News Report), Murray Rothstein/Sumner Redstone (CBS), etc, etc, e a lista podia continuar...

estas seis companhias em conjunto (NBC, Newsweek, Fox, US News Report, CBS e ABC) dominam 96% dos Mass Media mundiais, e estão nas mãos de judeus.

terça-feira, 10 de maio de 2011

desacatos em Odivelas (=Àfrica)

apesar das tentativas de alguma C.S. corrupta e politicamente correcta para esconder o óbvio, no video disponibilizado no link abaixo (e também na imagem acima), é perfeitamente vísivel quem são os "populares" por detrás dos desacatos ocorridos ontem à noite:

FONTE

segunda-feira, 9 de maio de 2011

porque quer imigrantes o be

Bloco de Esquerda_ a querer conquistar os votos dos imigrantes

a partir do minuto 1:38 sensivelmente:
«e é bom que estas pessoas que trabalham connosco, que trabalham em prol da nossa sociedade, tenham direito a ser ouvidas, tenham direito de voto...»
Rui Távares, Eurodeputado pelo B.E.
tudo dito.

terça-feira, 3 de maio de 2011

mais um exemplo de absurda inquisição
















Pub singer arrested for racism after Chinese passers-by hear him perform Kung Fu Fighting

Later that night, he was phoned at a Chinese restaurant and then arrested

A pub singer has been arrested on suspicion of racism for singing the classic chart hit Kung Fu Fighting.

The song, performed by Simon Ledger, 34, is said to have offended two Chinese people as they walked past the bar where he was singing.

The entertainer regularly performs the 1974 number one hit, originally by disco star Carl Douglas, at the Driftwood Beach Bar in Sandown, on the Isle of Wight.


ler mais em:
FONTE


mais uma prova (se preciso fosse) da inquisição paranóica do politicamente correcto que já raia o absurdo e a parvoíce. e mais uma prova de que este Ocidente já não é livre e está seriamente doente...

Bin Laden morto?














domingo, 1 de maio de 2011

judeus irão liderar Europa multicultural

Jews will play a leading role in multicultural Europe says Jewish researcher 

American Jewess Bitch: Europeans must accept Jewish domination and national annihilation or die

The American Zionist Jewess bitch Barbara Lerner Spectre, of the Swedish taxpayer-funded, fake-Greek-named Jew outfit “Paideia“:

“Europe has not yet learned how to be multicultural. And I think we [Jews] are going to be part of the throes of that transformation, which must take place. Europe is not going to be the monolithic societies [sic] that they once were in the last century. Jews are going to be at the centre of that. It’s a huge transformation for Europe to make. They are now going into a multicultural mode, and Jews will be resented because of our leading role. But without that leading role, and without that transformation, Europe will not survive.”

pelo menos, esta assume.
com video e tudo, para não dar a mais pequena hipótese a que algum "engraçado" diga que é uma invenção ou que "não foi bem assim" e as palavras foram "deturpadas".
apesar de não ser bem "actual", pois estas declarações já têm mais de 1 ano, este assunto é sempre actual para que se veja a realidade dos factos.