"O que Lénin e Trotsky não atingiram com o fim de conduzir as forças que dormitam no bolchevismo para a vitória final, será obtido através da política mundial da Europa e América." - Rosenberg 1930

terça-feira, 30 de setembro de 2014

acerca de imperialismos...























os maiores impérios no ano de 1939, altura em que "estoirou" a guerra. está-se mesmo a ver que o III Reich era a maior ameaça mundial, porque sim, porque era.
não era o império britânico, nem o soviético ou o francês e americano. não. era o "imperialismo" nacional-socialista, porque anexou a Àustria (portanto alemães étnicos, idênticos pelo menos aos Bávaros) com aprovação de 99% em referendo (sim, 99% e não 20% ou 30%) , porque anexou o "imeeenso" território dos Sudetas (idem, germânicos étnicos) e porque quis impedir que os polacos, aliados a alguns judeus da Polónia, continuassem a genocidar os alemães daquela zona roubada em 1919 (Versailles).  agora, se os alemães lá entram e recuperam esses territórios roubados 20 anos antes, é "imperialismo"! mas se a URSS invade o leste da Polónia sem qualquer motivo ou pretexto (mais os bálticos, Finlândia e etc) e ainda impõe um sistema totalitário de escravatura desumana às populações ocupadas, então aí está tudo bem.
quem acredita na propaganda Aliada "anti-imperial", das duas uma, ou é uma besta quadrada ou então é um filho da puta. isso não passa de propaganda mentirosa e nojenta para esconder os verdadeiros motivos da guerra, que já estava destinada e escrita há muito tempo (vários anos)






















mais:


















ver também: http://hyperborea-land.blogspot.pt/2014/02/a-guerra-de-churchill.html

percebem? a guerra nada teve a ver com "imperialismos" ou com "invasões da Polónia".
mais à frente dedicarei outro post a explicar ainda mais em detalhe (como se fosse preciso...) porque é que a guerra não teve a ver com "invasões da Polónia".

segunda-feira, 29 de setembro de 2014

o verdadeiro racista























e se tivesse sido um branco a dizer que o único homem negro de confiança é um homem negro morto? quantos debates, quanta vociferação, quanta histeria indignada, quanta gritaria, quantas páginas de jornal e aberturas de telejornais não haveriam?

domingo, 28 de setembro de 2014

QI dos países europeus











































não é surpreendente. os mais inteligentes (a amarelo) são a Finlândia, Holanda e Suiça) depois, num segundo nível, estão vários países encabeçados pela Estónia.
menos inteligente que Portugal, só a Lituânia e a Ucrânia (por uma décima), vários outros países de Leste, a saber Moldávia, Roménia, Bulgária, e depois os Balcãs: Macedónia, Albânia, Montenegro, Bósnia, Sérvia e, claro, a Grécia no Sul.  a Turquia não entra para estas contas, pois não é um país Europeu. mas se fosse, era o menos inteligente de todos, exceptuando Albânia, Montenegro e Bósnia.

terça-feira, 23 de setembro de 2014

ZOG strikes again

blogue Zion Crime Factory derrubado pela polícia totalitária do Zog.
mais um blogue valiosíssimo com inúmeros posts de valor que desmascaravam de alto a baixo as muitas mentiras do sistema, a ir c'o caralho. nem a puta da Primeira Emenda os salva.

















e para quem ache que eu posso estar a exagerar, vejam também esta notícia de um canadiano que foi preso simplesmente por postar no Stormfront em Novembro de 2012...curiosamente, mais ou menos a mesma altura em que também aconteceu isto: http://hyperborea-land.blogspot.pt/2012/11/censura-totalitaria-bloqueou-forum-pro.html

o à-vontade da corja islamista
























ironicamente não deixa de ter razão, quando diz "povo fraco". um povo que permite tudo o que lhe está a acontecer e que não se revolta perante o seu próprio genocídio e extinção, é, de facto, um povo fraco.
será precisa uma nova reconquista.

segunda-feira, 22 de setembro de 2014

deputado da AD explica «anti-sionismo» marxista

video

a partir do minuto 1:30.
era bom que certos filhos da puta, provavelmente sem movimento e polémicas nos seus respectivos blogues, deixassem de falar do que não percebem e de apelar.
quando eu disse noutro blogue que não este, que me sentia mais perto de determinados blogueiros na questão do sionismo do que da direita sionista (neocon p.ex.) estava a falar a sério.
e isso não contradiz nada quando disse (e mantenho a 100%) que o marxismo é um movimento sionista, nasceu como tal e é mesmo talmud aplicado a goyins.
aliás, no mesmo comentário em que eu disse aquilo, também disse no fim que os sionistas controlavam tanto a direita como a esquerda política.
um blogueiro do pctp-mrpp não manda nada, nem representa nada. e outros marxistas de base como ele, idem.
o blogueiro em questão só critica os judeus e sionistas que / quando são capitalistas. mais nada.
quando lhe disse que o dito "manifesto comunista" era apenas supremacismo judaico em linguagem codificada, o blogueiro em causa desconversou com fugas para a frente, frases feitas, chavões marxistas económicos, e acusações de "anti-semitismo". quando lhe atirei à cara que estaline ordenou pena de morte para "anti-semitas", o blogueiro "anti-sionista" em causa, fez questão de dizer que concordava com essa pena, e quando eu e outro comentador lhe atirámos à cara com a ascendência judaica (e Rothschild) de Mordechai (Marx), entre outros, e que estaline apadrinhou e financiou israel, o blogueiro em causa fez questão de cortar o debate com recurso a censura e etiquetas de "racismo", "anti-semitismo", "xenofobia", etc
isto o mesmo blogueiro que critica fortemente os judeus sionistas da direita capitalista e neocon norte-americana.

claro que o filho da puta que teve a "ideia" de me citar noutro blogue, "esqueceu" todos esses detalhes que eu mencionei acima.
o estar "mais perto de", não significa "estar ao pé de"...estou apenas um pouco mais perto, mas não muito.

os marxistas não têm posição realmente definida quanto a isto, andam ao sabor do vento, dos votos (dos muçulmanos) e etc o que lhes interessa realmente é o marxismo, não os palestinos, como é óbvio...para os quais se estão a cagar.
estou mais perto deles nessa questão, porque eles, mal ou bem, por motivos políticos / hipócritas ou não, conseguem ver as atrocidades reais praticadas por israel e pelos seus súbditos.

vou até mais longe, os marxistas nessa questão até são demasiado brandos, como eu já expliquei aqui. (continuam a ter um pé no sionismo)
se fossem realmente anti-sionistas, não eram tão brandos com israel, nem culpavam sobretudo os EUA, a Arábia e outros países, e nem reduziam tudo a economia ou a "capitalismo", como eles fazem, para desviar as atenções de que, acima do capitalismo, isto trata-se é de supremacismo sionista e só depois vem o resto.

os marxistas também ganham com as guerras sionistas.  podem até falar em petróleo exaustivamente, isto e aquilo.  mas não falam, por exemplo, nas plantações de heroína do Afeganistão, porque, como é óbvio, também lucram com isto e controlam a sua parte do tráfico de heroína, vindo dos cartéis da cia.  tráfico de heroína que aumentou muitas e muitas vezes depois do 11/9, por exemplo.
11/9 explicado a crianças de 10 anos:

agora, se os atrasados mentais filo-sionistas da "direita" não conseguem enxergar nada disto, que culpa tenho eu disso?
devo ir atrás dos atrasados mentais neocons ou da oposição controlada que apoia os criminosos de israel, apenas e só para ser contrário aos marxistas que andam com bandeiras da palestina?  era o que mais faltava.

eu nesta questão sou: a Palestina é uma nação com direito a existir. quem quer negar isto, então também não tem moral para andar a falar de "nações".
mas também não ando com bandeiras da Palestina, nem nada que se pareça.
os judeus também têm direito a existir, concerteza. mas então procurem um território ainda (ou já) não habitado, vão para lá e não andem a roubar terras aos outros.
ou então, pelo menos, fiquem nos territórios da palestina que já são deles, e não andem a fazer false-flags (como o dos 3 adolescentes pseudo-mortos) para culpar os àrabes, nem a massacrar populações indefesas em Gaza, como fazem os filhos da puta dos israelitas por pura diversão, e abandonem a ideologia expansionista. é o mínimo dos mínimos.

eu nunca disse que "a esquerda é que é sionista", eu disse apenas que a "esquerda é sionista", não excluindo obviamente a direita capitalista e neocon, muito pelo contrário.
os dois lados do espectro o são, a direita neocon pode ser mais, mas a esquerda continua a ter ainda um pé lá dentro. tanto a esquerda democrática como a extrema-esquerda.





ah e isto deve ser alucinação minha:




















muito mais poderia pôr aqui, mas estes já chegam.

domingo, 21 de setembro de 2014

de uma vez por todas...






















...Putin não é inimigo dos governos americanos ou ocidentais. não estamos a falar de ter "relações diplomáticas", estamos a falar de irmandade maçónica.
eu não compreendi, sinceramente, o que é que é tão difícil de entender nisto. será assim tão díficil meter na cabeça de uma vez por todas que é tudo uma farsa política? o que é que há aqui de tão complicado e impossível, afinal de contas?  certos políticos têm que fingir inimizade, rivalidade, dicotomias leste-oeste, etc tal como já na dita "guerra fria" foi feito.
a ver se fica claro: Putin é anti-russo, anti-eslavo, anti-ariano até, não é amigo dos nacionalistas, muito pelo contrário, e não combate nada o islão coisíssima nenhuma nem merda nenhuma, como dizem alguns mentirosos profissionais e sociopatas como Nigel Farage. Putin só é amigo dos criminosos, dos judeus e cripto-judeus como ele, dos islamistas, dos marxistas, etc, etc  mais claro e explícito do que isto, não posso ser. Putin é sionista, apoia o estado de israel, legisla contra o Nacional-Socialismo e Nacionalismo em geral, persegue nacionalistas e mete-os aos milhares na cadeia por muitos e bons anos, enquanto deixa cá fora todo o tipo de criminosos perversos, enche a Rússia de asiáticos, islâmicos e até negros, cria campos de doutrinação neo-marxistas multiculturais, antifascistas e democráticos etc, etc. ele não é só um "agente sionista", ele é um cripto-judeu globalista!
eu sinceramente, juro que não consigo perceber qual é a dúvida. juro mesmo.





















a guerra na Ucrânia não passa de um "jogo", como até o lunático e mentiroso Nigel Farage entendeu.
afinal de contas, quem se anda a matar na Ucrânia não é o Poutine nem o homossexual Barry Soetoro...quem se anda a matar são mesmo Arianos, russos e ucranianos principalmente, como eu já tinha avisado que ia acontecer aqui, e é algo que convém à escumalha política globalista.









e a propósito de guerras na Europa, parece que já se andam a formar células terroristas do ISIS na Grécia. será mais uma plataforma de guerra na Europa, depois das Sérvias e Ucrânias?

sábado, 20 de setembro de 2014

sim, ele é gay















e talvez daí as campanhas LGBT, pró-homossexuais, etc

entretanto, na somália do norte...






































...perdão, quis dizer entretanto na Finlândia e na Suécia.

quem é Balsemão?






tem graça que um dos maiores desinformadores de Portugal, dono da sic, expresso e outros jornais, se venha queixar de "desinformação" e apelar à censura na internet. deve ser a "liberdade" democrática de Abril, que ele apadrinhou.  mas vejamos, quem é Pinto Balsemão?







 





 









































 











 







 












ladrão é, corrupto também, vigarista também, assassino também, terrorista também, traidor e traiçoeiro - até com os amigos - também, Bilderberg e agente cia também, judeu também, tirano também e quiçá até mesmo traficante de drogas, pois a sua estação chegou mesmo a promover a marcha da marijuana e afinal de contas é dos quadros da cia, conhecida mundialmente pelo tráfico de drogas e não só.
de recordar que a sua estação já teve um programa desportivo para fazer terror psicológico e tentou assassinar um treinador por meios audio-visuais. e não me espanta também absolutamente nada que seja mesmo verdade que escuta e filma ilegalmente pessoas na sua intimidade, pelo que dizem.
Balsemão não passa de um reles bandido que anda praí a monte há anos e anos, utilizando o poder que tem para não ser apanhado e preso, pois denúncias contra ele parece-me que é coisa que não falta.
por um estado que puna os criminosos sem olhar a nomes, fama, poder ou dinheiro e que esteja disposto a ir atrás deles onde for preciso.

sexta-feira, 19 de setembro de 2014

a culpa é dos Arianos...

"Self-Hating Whites Are In Charge"
video

...porque são masoquistas e se odeiam a si próprios.

- os Arianos controlam Hollywood e fazem filmes de culpa branca contra si mesmos.
- os Arianos controlam as seis companhias que dominam quase toda a imprensa mundial.
- os Arianos controlam a Casa Branca por trás dos panos e toda a política dos EUA.
- os Arianos fazem leis contra si mesmos, e são os grandes banqueiros, controlam a FED, etc
- os Arianos odeiam-se tanto a si mesmos, que envenenam os seus próprios bébés.
- os Arianos fazem acção afirmativa contra si próprios e forçam políticas de racismo anti-branco.
- os Arianos abrem as fronteiras dos seus próprios países e cometem genocídio contra si próprios.
- os Arianos matam-se e violam-se a si mesmos, tal o ódio que nutrem por si próprios.
- os Arianos encobrem nos mérdia crimes contra os brancos e só divulgam os cometidos por "brancos".
- os Arianos convidam terceiro-mundistas a virem violar as suas próprias filhas e mulheres.
- os Arianos fazem constantemente guerras contra si próprios e nas suas próprias terras.
- os Arianos mentem sobre os seus ancestrais e acusam-nos de serem culpados de toda a escravatura.
- os Arianos mentem sobre os seus ancestrais e acusam-nos de crimes e holocaustos inexistentes.
- os Arianos prendem-se a si próprios por fazerem perguntas e por exercerem liberdade de expressão.
- os Arianos cometem actos de genocídio como o Holodomor (e outros), contra si próprios.
- os Arianos envenenam a sua própria àgua potável. e fazem o mesmo aos próprios filhos.
- os Arianos censuram-se a si próprios e criminalizam o pensamento livre.
- os Arianos é que estão a gerir e a controlar tudo...

pois claro. quem quiser que acredite nesta história e narrativa.  mas eu não, muito obrigado.

Eisenhower o genocida - plano Morgenthau

WAR CRIMES OF Dwight Eisenhower After WW2 THE REAL HOLOCAUST!
video

The Genocide of 1.7 Million German POW's in Eisenhowers Rhine Meadow Death Camps.
video
este é um tópico que provavelmente chocará ou surpreenderá muitos.
isto foi uma espécie de "Holodomor" alemão, mas não foi cometido por marxistas, nem sequer por democratas de esquerda. foi cometido por um liberal republicano de ascendência sueca mas também judia e até negra remota.
foi uma espécie de aplicação do plano Kaufman mas também e sobretudo do plano Morgenthau, plano esse (Morgenthau) que foi aplicado com a ocupação e divisão da Alemanha em várias partes, e depois prosseguido com o extermínio de milhões de prisioneiros de guerra (abreviado para POW's) em 19 campos de morte, onde os POW's alemães não tinham nem medicação, nem comida e nem sequer alojamento e abrigo. o genocídio teve o nome de Rheinwiesenlager. não, esses planos não eram "inofensivos", nem "individuais", nem eram coisas que ficavam só no papel, como nos dizem alguns filhos da puta.
segundo alguns dados, terão morrido cerca de 3,5 milhões de alemães neste período entre 1945 e 1953, mas há fontes e dados que nos dizem que podem ter sido muitos mais milhões, entre 9 a 15 milhões!: http://truedemocracyparty.net/2014/01/german-holocaust-german-genocide-9-to-15-million-germans-killed-1945-1953-the-morgenthau-plan-eisenhowers-death-camps-a-forgotten-genocide/ 


















aqui está uma àrvore genealógica que mostra a ascendência parcialmente judia do criminoso Eisenhower, e em baixo uma outra prova que nos mostra que ele foi baptizado com a alcunha de "terrible swedish-jew":

 ...além de ainda mais tarde, ter sido alcunhado de "Ike, the kike", ele próprio confessou ter ascendência judia. o próprio nome Eishenower não passaria de uma corruptela do nome judeu Eishenauer.
essas e outras provas, aqui.
o mentor de Eisenhower terá sido o mesmo monstro que financiou o também asqueroso Churchill da direit(r)alha neocon, refiro-me a Bernard Baruch, o especulador milionário judeu.
estranhamente este genocídio ficou esquecido e foi como que apagado dos anais da história.
assim se prova que a escumalha liberal não tem qualquer moral para falar em "genocídios", "holocaustos" ou "campos de extermínio".
o criminoso Eisenhower terá também dito numa carta à sua mulher, escrita em Setembro de 1944:
"God, I hate the Germans..."  (Céus, eu odeio os Alemães...)

Eisenhower não passou de um general mega-criminoso de guerra e de um genocida ("moderado") republicano, curiosamente recompensado em 1953 com o cargo ocupado anteriormente por outros dois presidentes, também eles de ascendência parcialmente judia e também eles criminosos.  refiro-me obviamente a Roosevelt, co-responsável pela II Guerra Mundial e responsável pelo holocausto de Dresden, além de outros crimes. e refiro-me também a Harry Truman, responsável por duas bombas atómicas no Japão, co-responsável pela fundação do estado criminoso de israel e, claro, co-responsável ou cúmplice também deste genocídio "moderado", por ter ocupado o cargo de presidente entre 1945 e 1953.
curiosamente, nem Eisenhower, nem Churchill e nem De Gaulle sabiam do "genocídio" e das ditas "câmaras de gás" alemãs, visto nunca as terem referido nem sequer de passagem nas suas obras.

quarta-feira, 17 de setembro de 2014

Hitler e a Palestina

Adolf Hitler demands liberty and independence for Palestine!
video
ao contrário do que muitas vezes é tentado fazer passar, Hitler não queria um estado judeu na Palestina.
o Acordo Haavara assinado em 1933, logo depois da tomada de poder do NSDAP, o único contrato assinado entre uma autoridade Nacional-Socialista e uma organização sionista, foi criado para facilitar a imigração de judeus alemães para a Palestina, algo que convinha a todos. mas esta era uma solução temporária para os judeus. o acordo não previa nenhum estado na Palestina.
esse acordo chegou ao fim em 1939, com o início da guerra declarado pela Inglaterra, que era quem ocupava a Palestina - isto oficialmente, porque na realidade, tanto a Inglaterra como a Palestina eram coutadas Rothschild.
Hitler até queria um estado judeu, mas não na Palestina, não à custa do genocídio e expropriação dos palestinianos (uma nação com tanto direito a existir como qualquer outra). e, para isso, os Nacional-Socialistas conceberam o Plano Madagascar em 1940, para deportar os judeus da Europa para a ilha de Madagascar, relativamente pouco habitada e estabelecer lá um estado judaico.
como o plano falhou e se inviabilizou - graças à indisponibilidade para colaborar da França de Pétain que ocupava a ilha e também da Inglaterra - então estabeleceu-se em 1942 a Solução Final, que ao contrário do que se diz, não tinha nada a ver com extermínio, e sim em concentrar os judeus no Leste da Europa e depois edificar lá um estado judaico.
claro que isto só poderia ser concluído e concretizado depois da guerra estar ganha. como se perdeu a guerra, tudo ficou sem efeito.
claro também, clarinho, que a intenção original dos filhos da puta dos sionistas sempre foi estabelecer um estado judeu na Palestina, à custa do genocídio dos àrabes e expandir depois o território conforme o ideal de Theodor Hertzl. muito possivelmente, por causa da proximidade com o petróleo àrabe e com as plantações de heroína do médio-oriente.
a intenção original também sempre foi meter o estado judeu na Palestina como a capital do governo mundial a ser comandado pelos Rothschilds e Rockfellers, e nunca meter lá todos os judeus, como Hitler já sabia.

bem podem os milhares de sites de desinformação (criados pela CIA) falar em "nazi-sionismo", dizer que Hitler era um fantoche dos sionistas, que criou o estado de israel e inventar mil e uma teorias absurdas, que uma mentira mesmo repetida um bilião de vezes, continua a sê-lo.
Hitler não tem nada a ver com a criação de israel. facilitou a imigração de uns milhares de judeus alemães para a Palestina como solução temporária para se desembaraçar deles.
e bem podem agora os marxistas brandir a bandeira da Palestina para capitalizar os votos dos muçulmanos que cá entram pela Europa dentro, porque foram precisamente eles (os marxistas) e os democratas, juntamente com a ONU e os porcos Rothschild, quem criaram o estado criminoso e monstruoso de israel.
foi depois da derrota dos "maus" e do nascimento de israel que o Mundo se tornou uma fossa a céu aberto, com doenças, pragas, multiculturalismo, excesso populacional terceiro-mundista, fome, genocidio, atentados terroristas de bandeira falsa, guerras hipócritas por causa de venda de armas, petróleo, plantações de heroína e imposição de democracias à força, além de expansionismo e supremacismo sionista, claro.

segunda-feira, 15 de setembro de 2014

terrorismo nos EUA 1980-2005























isto, segundo dados do FBI. andam por aí uns palhaços, que trabalham para o inimigo e que querem convencer a todo o custo as pessoas, e nalguns casos conseguem-no mesmo (com os fracos de mente) de que todo o terrorismo só pode ser islâmico e/ou, quanto muito, de esquerda radical.
terrorismo de outros grupos étnicos/religiosos, para determinado tipo de palhaços, ou não existe ou é residual.
e haver, por exemplo, terrorismo judaico está completamente fora de questão, porque os judeus não existem, e o judaísmo radical/extremista também não. assim, criaram e criam uma narrativa segundo a qual os judeus são invísiveis, não interessam, são inofensivos, minoritários e sobretudo são civilizados e têm "valores ocidentais", e portanto, como tal, terrorismo judaico é impensável.
uma narrativa que só convence mesmo amputados do cérebro ou fracos de mente. porque se trata justamente de uma narrativa de condicionamento e controlo mental.
quem diz terrorismo judaico, diz terrorismo negro, não-branco e "latino" que nos EUA compreende quase metade da totalidade do terrorismo(42%)
e, porque não, terrorismo político sem ser de extrema-esquerda? como por exemplo, terrorismo neocon (Breivik), terrorismo capitalista, "social"-democrata, maçónico, etc
tudo coisas que não entram nas contas de filhos da puta que nos querem convencer a todo o custo que só a merda do islão existe e só ele é um perigo.

domingo, 14 de setembro de 2014

isis = cinema




















só uma besta quadrada ou cilíndrica ou desonesta, acredita que isto é real e não percebe que "aquilo" lá atrás, não passa de um cenário. algo tão óbvio que até uma criança de 6 anos se consegue aperceber.

no entanto, isto não significa que o Isis/Isil não mate ninguém nem decapite ninguém. claro que matam e decapitam. esta aqui, por exemplo, parece-me bem real. basta pensar, observar e ver que lá atrás aparece uma nuvem e não um cenário foleiro, além de outros pormenores. mas no entanto, é bom observar que estão a matar maioritariamente muçulmanos e não outros.

e afinal de contas, foi o 1º ministro britânico, portanto um "moderado" (moderadíssimo) quem veio agora dizer que o Isis não comete estes crimes em nome do islão, porque o islão é uma "religião da paz".
isto quer dizer que o problema não é com o islão, mas com os "monstros" que mandam no Isis (sic).

se foi um "moderado" que disse isto, quem sou eu para contrariar?
a lógica é mais ou menos a seguinte: pode haver muçulmanos a entrar, invadir, violar, impôr, fazer e acontecer no Reino Unido que ninguém mexe uma palha...mas se fôr noutro continente qualquer afastado, aí já se mexem todos para irem atrás, lá até ao caralho, até às últimas consequências.
circo? teatro? nahhhh ...
ou seja, o islão é uma "religião da paz" apenas no Reino Unido e outros países Ocidentais.
mas na Síria, portanto, milhares de quilómetros afastado, ele já se torna no "mal". porque sim...porque a Síria é má e tem que ser invadida e derrubada.
toda a gente sabe que isto é tudo muito sério, e nada primário nem hipócrita.