"O que Lénin e Trotsky não atingiram com o fim de conduzir as forças que dormitam no bolchevismo para a vitória final, será obtido através da política mundial da Europa e América." - Rosenberg 1930

sexta-feira, 18 de novembro de 2011

o que é realmente o sionismo

zionism a scam - A section of the jews avows itself quite openly as an alien people, but even here there is another falsehood. When the zionists try to make the rest of the world believe that the new national consciousness of the jews will be satisfied by a jewish state in Palestine, the jews thereby adopt another means to dupe the simple-minded gentile. They have not the slightest intention of building up a jewish state in Palestine so as to live in it. What they really are aiming at is to establish a central organization for their international swindling and cheating. - A. Hitler, Page 184, Main Kampf

sionismo uma fraude - Alguns judeus declaram-se abertamente como alienígenas, mas mesmo aqui há outra mentira.  Quando os sionistas tentam fazer o resto do Mundo acreditar que a nova consciência nacional dos judeus ficará satisfeita com um estado judeu na Palestina, os judeus adoptam, deste modo, outras formas de ludibriar os gentios ingénuos. Eles não têm a mais leve intenção de construir um estado judeu na Palestina para lá viverem.  O que eles realmente visam, é estabelecer uma organização central para a sua tramóia e trapaça internacionalista. - Adolf Hitler,  Pág. 184, Mein Kampf

3 comentários:

Anónimo disse...

O jovem Schiff rapidamente se tornou padrinho de homens como John D. Rockefeller, Andrew Carnegie e Edward Harriman. Com o dinheiro dos Rothschild, ele financiou a Standard Oil Company (hoje a poderosa ESSO, acrônimo das duas letras que formavam a abreviação da empresa em inglês: S.O. – leia-se ESSO), as ferrovias Union Pacific Railroad e Southern Pacific Railroad e o império do aço de Carnegie, com sua Carnegie Steel Company, que consagrou a cidade de Pittsburgh, no estado americano da Pennsylvania como a capital mundial do aço. Foi apenas uma questão de tempo para Jacob Schiff deter o controle da comunidade bancária de Wall Street, em Nova Iorque, que já incluía os Lehman Brothers2, Goldman-Sachs e outros grupos internacionais até hoje atuantes no mercado financeiro, todos eles desde aquela época controlados pelos Rothschild.

TANNHAUSER XXI4 disse...

Salve camarada!

Como disse no meu blog, o sionismo de Herzl, ao menos o do livro dele, limitado num Estado viável em termos de conciliação (África Oriental, Patagônia, Biro Bijan?) sem diáspora seria algo justo. Sem interferências judaicas no mundo, e uma certa patrulha no estado deles feita pela comunidade internacional, sobre os mais básicos direitos humanos e animais... Teríamos outro mundo hoje!

Se isso era só fachada não sei, nem duvido e nem ponho a mão no fogo, mas a arenga dele com a ala radical e a subsequente morte mostram que ele desagradou, embora hoje tenha monumento dele em Israel, que dá o que pensar, mas o fato é que os "master mind" não aparecem na mídia, como Rothschild, Achad Ha'am, e rabinos da alta direção.

Saudações

Thor disse...

nunca confiar em judeu nenhum. acho muito díficil que esse Herzl realmente não quisesse diáspora nenhuma, já que ele sabia que era precisamente essa diáspora quem controlava e manipulava nos bastidores para criar guerras como a I Guerra, e era essa diáspora quem ajudava financeiramente israel através de usura e exploração dos países gentios. e israel escreve-se com letra pequena, nunca com letra grande. saudações.