"O que Lénin e Trotsky não atingiram com o fim de conduzir as forças que dormitam no bolchevismo para a vitória final, será obtido através da política mundial da Europa e América." - Rosenberg 1930

terça-feira, 21 de junho de 2011

o melting pot

19 comentários:

Anónimo disse...

Jew Dominique Strauss-Kahn:

DSK - I fully understand all the arguments from those who fear the entry of Turkey in Europe. But I feel it makes no sense to look only at the past or at geography. What you have to keep in mind is the projection that we have of what Europe will be in thirty, forty or fifty years. When you wonder about this, you can very well see that in the world there will be a great American empire in the North with Canada, the United States and perhaps Mexico. There will probably be a great Chinese empire, and considering the pace at which China is developing today, in thirty or forty years it will have reached the standard of living that we have. And there will be a great Indian empire. Will there be a great European empire? We all hope so because we must carry on the European values. What I am certain about is that if there is a great European empire, at that time, it must not stop at the borders that are ours today. Imagine a teacher, in forty years, with pupils in front of him, and a big map in the middle, with a red pen he will say, there, that is the great American empire and he'll make a big circle, then he'll say, that is the great Chinese empire and he'll make a big circle, if he wants to be able… if we want him to be able to say, that is the great European empire, then he will have to make a big circle and there won't be a pen fine enough to pass through the straits of Gibraltar or in the Bosphorus. What I'm trying to say is that in forty or fifty years, if Europe exists, and I think everybody here wants it to… then we will have to have reconstituted the Europe of the Mediterranean. That is the root of our civilization.

Arlette Chabot - So we must not close our doors to Turkey if it changes.

DSK - Turkey still has a way to go to meet the criteria for admission. But the future of Europe, for me, is indeed the Europe of the Mediterranean.

François Bayrou - Hence, the Maghreb too...

DSK - Hence, Morocco no doubt, and other countries…

François Bayrou - Hence, the Maghreb too…

DSK - Absolutely. Absolutely. You will not be able to resist…

François Bayrou - How far do we go?

DSK - I'm going to tell you. I think that from the icebergs in the Arctic to the sands of the Sahara, there is a space which is that of European and Mediterranean responsibility. And you will not resist demographic pressures, you will not resist what we want to construct together, by placing barriers, as Monsieur Le Pen was saying a while ago, or was it Monsieur Villiers, I don't remember, Monsieur Villiers is usually more articulate… it's that we will not resist if we are not capable of assuming our historic responsibility.

»»»

Anónimo disse...

»»»




François Bayrou - Here is a very important difference, you can mark this point. It's a very important difference. There are those who feel that Europe will be an almost indefinite extension and that it will go from the icebergs of the Arctic to Turkey, to the Maghreb. And there are those who feel…"

DSK - That the Arctic is enough.

François Bayrou - That's right. There are those who believe that Europe will not be strong unless it is homogenous, unless it has the capacity to defend the values of civilization that made it, that built it. Europe is an historic tradition, a thousand years old, it is more ancient than nations. The nations came later…"

DSK - Before it was a thousand years old, Monsieur Bayrou, the Roman Empire was on all the shores of the Mediterranean. Saint Augustine was the bishop of Hippo, which is today in Algeria. What is this limitation that you are setting?

François Bayrou - I believe that the more we extend Europe, this is a real difference, the more we extend Europe, the less it will be capable of asserting itself because it will have fewer common values to defend. And if, in the final analysis, the Americans are gleefully rubbing their hands, they are the most ardent propagandists for Turkey in the EU because they know very well that that will prevent Europe from existing as an equal by their side, making decisions that affect the planet. This is a real difference, not a fear.

DSK - The fear that you mentioned a while back of a great Muslim country in Europe is founded on something else and you know it. The…

François Bayrou - It is not a fear. We are 450 million inhabitants.

DSK - It's a fear. It's a fear…

François Bayrou - The United States are barely 250 million.

DSK - It's a fear. What we have to do is…

François Bayrou - 450 million and 250 million.

Arlette Chabot - I really would like to…

François Bayrou - Turkey is not our history and you know it

DSK - Of course it is.

François Bayrou - How can you maintain before the cameras that Turkey is our history? I have much respect for the Turks, but the least one can say is that it is not our history. You have only to ask Constantinople.

http://www.occidentalis.com/article.php?thold=-1&mode=flat&order=0&sid=817

Thor disse...

obrigado, anónimo...

Thor disse...

"ESSE PAPA ERA JUDEU INFILTRADO ? LOL"


é o mais provável. essa merda está tudo cheio de infiltrações judaicas e é desde os primórdios.

a Igreja é só mais um braço do Polvo sionista, para nos distrair/dividir.

aos Sionistas, dá jeito que os Europeus percam tempo a discutir se a culpa é da Igreja ou da Maçonaria, ou da Esquerda ou disto, daquilo, etc, etc

no fundo, são todos a mesma coisa e essas divisões foram feitas precisamente para nos distrair/dividir.

Anónimo disse...

"e a elite Europeia (verdadeiramente Europeia) tivesse sido sempre assim, então nesta altura já não havia Europa sequer, porque estaria há séculos a receber imigração em massa."


pode-se dizer o mesmo sobre o cristianismo



"é o mais provável. essa merda está tudo cheio de infiltrações judaicas e é desde os primórdios."



está tudo infiltrado

agora os muslos fazem o mesmo

Thor disse...

"está tudo infiltrado

agora os muslos fazem o mesmo"



Islão. outra derivação indirecta do Cristianismo e do Judaísmo...
e sem esquecer que a inimizade entre Muslos e Judeus é recente, vem da criação do Estado de Israel, porque antes disso, eles sempre foram amigos. e a fidelidade ao grupo semita foi sempre uma constante nos Judeus.
basta ver quem abriu as portas aos Muslos na Ibéria há 1300 anos.

foram alguns Visigodos, mas não só. os Judeus que cá estavam, escancaram as portas aos Muslos.

estão bem uns para os outros. farinha do mesmo saco.

Anónimo disse...

Islão. outra derivação indirecta do Cristianismo e do Judaísmo...


http://phillips.blogs.com/photos/uncategorized/1029old_arab.jpg

Anónimo disse...

e sem esquecer que a inimizade entre Muslos e Judeus é recente, vem da criação do Estado de Israel,

a inimizade não é recente, está no alcorão! versos 7:176, 7:16, 2:65: dizem que o allah transformou judeus em macacos e porcos. bukhari 54:524 e sahih muslim 7135, 7136: dizem que os judeus o ratos são judeus mudados.


porque antes disso, eles sempre foram amigos.e a fidelidade ao grupo semita foi sempre uma constante nos Judeus.
basta ver quem abriu as portas aos Muslos na Ibéria há 1300 anos.



há judeus pela sharia no ocidente!!!

Anónimo disse...

islao e judaismo

Jornal judeu apaga Hillary
Clinton de foto na Casa Branca

Em comunicado, jornal pediu desculpas e explicou que não publica fotos de mulheres

http://noticias.r7.com/internacional/noticias/jornal-judeu-apaga-hillary-clinton-de-foto-na-casa-branca-20110509.html

Anónimo disse...

http://www.bbc.co.uk/news/uk-england-wiltshire-13853516


Arrests at Stonehenge summer solstice celebration


About 20 people were arrested for minor drug offences during summer solstice celebrations at Stonehenge.

Anónimo disse...

India has been peopled by human groups carrying a diversity of genes and cultural traits. We have almost all the primary ethnic strains Proto-Australoid, Mediterranean, Mongoloid, Negrito and a number of composite strains. It is homeland of over 4000 Mendelian populations, of which 3700 endogamous groups are structured in the Hindu caste system as ‘jatis’.

In short, the older view that north Indians are mainly Caucasoid whereas southern Indians are mainly Australoid is incorrect. Indians, both from the north and the south, seem to be a racially admixed population with each individual genotype exhibiting membership in multiple gene clusters, albeit in varying degrees in terms of Caucasoid/Mongoloid/Australoid admixture ratios. South Asian populations consist of an indigenous Australoid base combined with both Caucasoid and Mongoloid racial elements; Indo-Caucasoid (Indo-Aryan speakers and Coon’s hybrid Mediterranean strain) peoples tend to be concentrated in the east and west of India, Indo-Mongoloid (Tibeto-Burman speakers) seem to be concentrated in the north eastern region of the country, and Proto-Australoid/Indo-Dravidian peoples (Austro-Asiatic and Dravidian language speakers) are mostly found in the south, with peoples of full Australoid or “Negrito” origin located on the archipelagos (e.g. the Great Andamanese and Jarawa) surrounding the southern tip of the subcontinent.

To repeat, most of the major Indian populations are so racially admixed that they exhibit membership in multiple gene clusters and are therefore homogeneous genetically on a subcontinental level.


http://conservativetimes.org/Conservative_Resources/Indians.htm

Anónimo disse...

As próprias fontes islâmicas permitem distinguir 2 fases na vida de Muhammad: uma primeira fase em que o profeta é aliado e totalmente dependente dos judeus; e uma segunda, onde o profeta rompe com os judeus e passa a afirmar que o Judaísmo é um Islã corrompido e adulterado.

"E, aí, Aminuddin Mohamad volta a nos dar outra informação de muito valor:

"Até essa altura, o Profeta tinha um escrivão judeu, para correspondência hebraica, mas como os judeus se provaram traidores, já não se podia confiar neles, especialmente nos segredos mais elevados de Estado e dos muçulmanos. Havia necessidade de ter um escrivão confiado. Para isso, o Profeta ordenou a Zaid Bin Sábit, um jovem de Madina, para aprender o hebraico, a fim de se encarregar da correspondência do Profeta. Zaid Bin Sábit, além de ser um escrivão de revelação, durante a vida do Profeta, foi-lhe entregue a tarefa de compilar o Alcorão durante o Califado de Abu Bakr, o primeiro Califa" (Aminuddin Mohamad, op. cit., p. 246. O negrito e o sublinhado são meus).

Então, também o primitivo escrivão de Maomé era judeu!

E a correspondência de Maomé era feita em hebraico!!

E essa correspondência era tão abundante, que o novo escrivão teve que aprender hebraico.

Não se nos venha dizer que a correspondência de Maomé era em hebraico para se comunicar com judeus comuns, que não falavam o hebraico e sim o aramaico. Nesse tempo, só liam, escreviam e falavam o hebraico os rabinos e estudiosos da Torah e do Talmud.

E foi esse escrivão, Zaid Bin Sábit, cujo nome soa como de origem judaica, que escreveu a primeira compilação do Corão.

Não é à toa que no Corão -- como veremos em trabalho futuro, se Deus quiser -- haja tantos termos de origem hebraica, e tantos versos copiados dos midrashes rabínicos."


O artigo acima é muito grande. PARA CONTINUAR LENDO VISITE O SEGUINTE ENDEREÇO: http://www.montfort.org.br/old/index.php?secao=cadernos&subsecao=apologetica&artigo=maome&lang=bra

Anónimo disse...

O Islam foi criado pelos judeus da Arábia, que esperavam por uma pessoa que fundaria um império capaz de destruir os reinos da Pérsia e Roma, além de eliminar o paganismo do mundo.

"O texto de Aminuddin esclarece que havia em Yaçrib, no século VII, um grupo de judeus -- talvez uma seita judaica -- que, elocubrando sobre o Talmud e sobre a Torah, esperava o Messias para logo, e que, a princípio, os "gênios" de Israel -- os rabinos -- o identificaram com Maomé. Teriam sido esses judeus que, inicialmente, induzidos pelos "gênios de Israel" -- por alguns rabinos -- lançaram Maomé como o "último Profeta", isto é, como o Messias de Israel, apesar de ser ele árabe, e não membro do povo judeu.

Que os judeus da Arábia, no tempo de Maomé, estavam esperando a iminente chegada do Messias é confirmado pelo que diz Bernard Lewis:

"Para alguns judeus da época o advento do Profeta na Arábia e a emergência de uma nova potência mundial, capaz de destronar a hegemonia tanto de Roma como da Pérsia, e de arrebatar Jerusalém e a terra santa do pesado jugo de Bizâncio pereciam pressagiar a iminente realização das profecias judaicas e a vinda da era messiânica. Fragmentos de escritos judaicos da época, apocalípticos ou de outra natureza, dão alguma indicação do fervor e da expectativa suscitados pelas primeiras vitórias árabes. Um piyyut (poema litúrgico), composto provavelmente após as primeiras vitórias árabes na Palestina, mas antes da captura tanto de Jerusalém quanto de Cesaréia, a capital provincial de Roma, pode servir de exemplo:

"Edomitas e ismaelitas lutarão no vale de Acre
"Até que os cavalos submerjam em sangue e pânico
"Gaza e suas filhas serão apedrejadas
"E Ascalon e Ashdod serão paralisadas pelo terror"

(Bernard Lewis, Judeus no Islã, Xenon ed., 1990, p. 90. Edição original, The Jews of Islam, Princeton University Press, 1916).

Prossegue Aminuddin Mohamad contando que...

"Os judeus em Madina receberam bem a Mohamad e fizeram com ele uma aliança a fim de tirarem proveito da sua influência e poder; porém, o plano de Deus trabalhava de outra maneira.

"Um dos sábios e sacerdote dos judeus, chamado Abdallah Bin Salam abraçou o Islam juntamente com toda a sua família, isto porque ele sabia, e lia as escrituras sagradas, onde consta a vinda de Mohamad e seus sinais.
Após a sua vinda, ele reconheceu logo que aquele é que era o último Profeta que Deus tinha prometido enviar, e essas promessas foram feitas através de Moisés (no Antigo Testamento) e Jesus (Novo Testamento)."


PARA CONTINUAR LENDO VISITE O SEGUINTE ENDEREÇO. "Maomé - Origens do Islamismo": http://www.montfort.org.br/old/index.php?secao=cadernos&subsecao=apologetica&artigo=maome&lang=bra

Anónimo disse...

Excelentes artigos, com bastante citações de fontes, onde o Celso prova que a Igreja SEMPRE combateu o racismo (os cristãos patrocinavam a mistura de raças desde os primeiros séculos).

GLADIUS: O PAPEL HISTÓRICA E DOUTRINALMENTE ANTI-RACISTA DA IGREJA: http://gladio.blogspot.com/2011/05/o-papel-historicamente-miscigenador-da.html

GLADIUS: A CRISTANDADE EM LUTA CONTRA UM DOS FUNDAMENTOS DA SALVAGUARDA DA ESTIRPE - A SEGREGAÇÃO RACIAL: http://gladio.blogspot.com/2011/06/cristandade-em-luta-contra-um-dos.html

Anónimo disse...

Após a sua vinda, ele reconheceu logo que aquele é que era o último Profeta que Deus tinha prometido enviar, e essas promessas foram feitas através de Moisés (no Antigo Testamento) e


o pedófilo terrorista maomé não corresponde ao messias.

Jesus (Novo Testamento)."


tipico descaramento islâmico!

Anónimo disse...

http://hyperborea-land.blogspot.com/2011/05/cristianismo-o-comunismo-da-antiguidade.html


o comunismo preservou os russos melhor que o islão e o hinduismo preserveou os muslos e os hindus lol

Anónimo disse...

Arjuna, a warrior, is on the eve of a great battle. He dreads the next day, because he knows he will have to kill his friends, relatives, teachers. Arjuna's charioteer, who turns out to be the god Krishna in disguise, tells Arjuna not to fear the coming battle because none of it is real. No one is going to die. All of it is illusion.

Arjuna then thrusts himself into the bloody conflict believing it to be his Dharma, his given path, to hack his friends and relatives to pieces. It is all illusion anyway. This is Hinduism in a nutshell.




LOL

Thor disse...

"o comunismo preservou os russos melhor que o islão"


preservou os Russos?
tens alguma ideia de quantos milhões de Russos (Russos autênticos) exterminou o Comunismo?
e já nem falo dos Ucranianos e outros...enfim...

Thor disse...

"Anónimo disse...
O Islam foi criado pelos judeus da Arábia, que esperavam por uma pessoa que fundaria um império capaz de destruir os reinos da Pérsia e Roma, além de eliminar o paganismo do mundo."


obrigado, anónimo ;)

talvez também esse sirva como tópico futuro :)