"O que Lénin e Trotsky não atingiram com o fim de conduzir as forças que dormitam no bolchevismo para a vitória final, será obtido através da política mundial da Europa e América." - Rosenberg 1930

quinta-feira, 2 de junho de 2011

o mito do Estado Novo corrupto e ladrão

sou um crítico do Estado Novo e de Salazar em alguns aspectos, mas quando me parece que tiveram aspectos positivos, sou o primeiro a dizê-lo também e a elogiar, sem problemas!
vem isto a propósito dos actuais tempos de crise, em que se fala muito de distribuir os "sacríficios" e nos ordenados milionários dos políticos, gestores, etc

ao moralizar a economia e o capitalismo, como se pode ver por este exemplo, ou também na Lei 2105 de 6/6/1960, Salazar provou com acções (e não palavras) que estava eticamente a anos-luz do cinismo esquerdista dos actuais xuxa-listas a auferirem ordenados principescos, ou mesmo do deputado Miguel Portas da esquerda caviar, viajante em primeira classe, após ter criticado outros deputados por fazerem o mesmo!

4 comentários:

Anónimo disse...

no programa da oprah falaram de uma violação cometida por um branco como a pior violação.
aquele programa é racista!

Anónimo disse...

salazarista!
já não mais este blogue!

Thor disse...

"aquele programa é racista!"

claro. racista anti-branco...

Thor disse...

"salazarista!"

salazarista, o caralho! apenas justo para quem merece e quando merece...