"O que Lénin e Trotsky não atingiram com o fim de conduzir as forças que dormitam no bolchevismo para a vitória final, será obtido através da política mundial da Europa e América." - Rosenberg 1930

quinta-feira, 19 de janeiro de 2012

Estaline quis criar raça «homem-macaco»

Super Guerreiros «homem-macaco» de Estaline

por Russell Grigg  
O ditador Soviético José Estaline quis reconstruir o Exército Vermelho, em meados da década de 1920, com o estilo de tropa do Planeta dos Macacos, ao cruzar humanos com macacos. Isto, segundo um relatório no jornal «The Scotsman» a 20 de Dezembro de 2005. 

O relatório afirmava que Estaline ordenou ao cientista de topo Russo de criação de animais, Ilya Ilanov, que usasse as suas habilidades para produzir um super guerreiro. Estaline terá dito a Ivanov, ‘Eu quero um ser humano novo invencível, insensível à dor, resistente e indiferente à qualidade dos alimentos que consome.’
Em 1926, o Politburo em Moscovo passou este pedido de construir uma "máquina de guerra viva" para a Academia de Ciências , que comprometeu Ivanov e enviou-o para a Àfrica Ocidental, com muitos milhares de dólares para realizar experiências de fecundação de chimpanzés por meio de inseminação artificial. Na URSS, um centro foi criado na Geórgia, terra natal de Estaline, para os "macacos" serem criados. 

 As experiências de Ivanov em Àfrica foram um fracasso total. Outras experiências na Geórgia para usar o esperma dos macacos em voluntários humanos, também falharam.  Ivanov estava agora em desgraça. Devido ao seu dispendioso fracasso, foi condenado a cinco anos de prisão, comutados para cinco anos de exílio no Casaquistão, onde morreu em 1932, com 61 anos.
 Os autores do relatório acima não dão quaisquer outras referências para lá dos não-especificados "documentos secretos recentemente descobertos", "arquivos de Moscovo" e "jornais de Moscovo". Então, quanto há de verdade nisto?

para ler mais:
FONTE

mais um episódio que está aí para desmentir todos os crédulos que acham que a psicopatia e o delírio têm limites, no desbravar dos caminhos do absurdo e do obsceno. 
é conhecida a obsessão do comunismo em criar o 'homem-novo', de plasticina, moldável, sem sensações, pensamentos ou desejos, uma espécie de 'proletário-rôbot' ou até 'robocop' guerreiro.
Estaline e outros 'iluminados' demonstram ser de tal modo coerentes e firmes nos seus propósitos não-discriminatórios, que não vão de modas, e fomentam logo a miscigenação entre diferentes espécies de animais, de modo a produzir a sua tão amada hibridização e retrocesso evolutivo disgénico.
o mal de certas coerências é precisamente serem coerentes demais, e deixarem um lastro de destruição e de genocídio, concebido por mentes perigosas, insaciáveis, doentias e totalitárias.

3 comentários:

Anónimo disse...

império romano:

Recent genetic studies as part of the Genetic history of Europe on the y-chromosomes of men in Abergele have revealed that there is a substantial percentage of North African DNA in Abergele. Membership in Y chromosome haplogroup E1b1b1a2 (E-V13) was found to average at 38.97% in male y-chromosomes in Abergele. This genetic marker is found at its highest concentrations in the Balkans at up to approximately 40% in areas, but at much lower percentages in Northern Europe at less than 5%. The reason for the high levels of E1b1b in Abergele is most likely due to the heavy Roman legionary presence in Abergele as most of the Romans that came to Britain did not come from Italy, rather from other parts of the Roman Empire such as North Africa, including eastern Europe. Above average levels of genetic marker E-V13 have been found in other towns in Britain that were known to have had a heavy Roman presence nearly 2000 years ago.

http://webcache.googleusercontent.com/search?q=cache:rrk-I_z6q74J:s1.zetaboards.com/anthroscape/topic/1097097/+Wales+northern+African+genes&cd=9&hl=pt-PT&ct=clnk&gl=pt

Anónimo disse...

«The Iberian results are particularly interesting, showing the power of this approach compared to the one with unlinked data. There appear to be:

-a Spanish Basque (#6),

-French Basque (#11) cluster, as well as

-a Portuguese/Galician/Castilla Y Leon (#9) cluster,

-and a complementary Castilla La Manch/Cantabria/Andalucia/Murcia (#7) cluster,

-and a smaller Aragon/Cataluna cluster (#8).


There is overlap between these clusters, but the geographical contrasts are quite evident. I did not go through the results of Spanish Project participants (all the Portuguese fall in the Galician cluster, and our Basque member in the Basque cluster as expeccted), so it would be interesting to hear whether they fall in the cluster(s) which exist in their regions of origin. »



http://dodecad.blogspot.com/2012/01/fastibd-analysis-of-iberia-france-italy.html

Anónimo disse...

http://www.blogger.com/comment.g?blogID=5935274&postID=8991015777645976056



Anónimo disse...
http://www.artble.com/imgs/9/2/9/85321/jacob_van_ruisdael.jpg


Após tomar contacto com a obra deste pintor do Paisagismo holandês do século xvii, do qual é considerado o expoente máximo, ficou-me interrogação: arte holandesa ou arte judaica? Como enquadrar o legado deste artista no âmbito cultural europeu?

17 de Janeiro de 2012 19:36:00 WET


Grand Rabbi of France, Gilles Bernheim, when questioned by Sud-Ouest about the attempts made by Marine Le Pen to coax Jewish voters into voting for the FN, declared that "the values of Judaism are incompatible with those of the Front National. And whatever Marine Le Pen's position favoring Israel might be, that will change nothing.